23 mil pessoas assistem os dois dias de desfiles de Carnaval

Aproximadamente 23 mil pessoas, segundo a Comissão Organizadora, assistiram aos desfiles de Carnaval nos dias 5 e 6, sábado e domingo, na "Passarela do Samba", montada na Avenida Dr. Altino Gouveia, no Jardim Pinheiros, em frente ao CLT (Centro de Lazer do Trabalhador) "Ayrton Senna da Silva. As quatro escolas participantes e o bloco carnavalesco empolgaram o público, levando para a avenida muita folia, animação e cores. Além do espetáculo proporcionado pelas agremiações, as pessoas tiveram à disposição toda infraestrutura para melhor comodidade e tranquilidade.

A corte carnavalesca - composta pela rainha Ana Paula Oliveira, o rei-momo Marcelo Rafael de Moraes e as 1ª e 2ª Princesas, Lili Rossetti e Viviane Reis de Azevedo – e o bloco carnavalesco Azul e Branco Country Club abriram passagem aos sambistas nos dois dias de desfiles.

O primeiro dia, sábado, contou com a participação das escolas de samba Leão da Vila e Arco-Íris. Já no segundo dia, domingo, foi a vez das agremiações Unidos da Madrugada e Moinho Velho descerem a "Passarela do Samba".

No palanque oficial, acompanharam as apresentações do bloco carnavalesco e das escolas o prefeito Marcos José da Silva, o vice-prefeito eng. Moysés (ambos do PMDB), a primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, dra. Adriana Di Nardo Silva. Ainda estiveram presentes alguns vereadores, secretários e diretores municipais.

O grande público presente nos dois dias de desfiles era composto em sua maioria por famílias, não só de Valinhos, mas de diferentes cidades da região. Eduardo Rosalen, que reside no Jardim dos Manacás, bairro próximo à "Passarela do Samba", assistiu aos desfiles das escolas acompanhado da esposa Ângela e dos filhos Rafael e Jamile. "Deixamos o carro em casa e viemos a pé. Além da belíssima apresentação das escolas, observamos o policiamento reforçado em toda a região do desfile, a instalação de banheiros químicos, enfim, foi tudo muito bem organizado", disse.

Maria Alice Bressanin, de Vinhedo, disse que é a terceira vez que assiste ao desfile de Carnaval de Rua de Valinhos e elogiou a organização do evento. "O carnaval daqui é tudo de bom. A comissão organizadora está de parabéns, principalmente em relação à segurança. O ano que vem estarei de volta", destacou.

Já Lourival Celestino Pereira, de Campinas, comentou que foi a primeira vez que esteve em Valinhos para prestigiar o Carnaval de Rua. "Além do bloco carnavalesco e das escolas, gostei bastante da infraestrutura, especialmente das arquibancadas. Estão todos de parabéns", enfatizou.

Aparecida Duarte, moradora do Parque da Colinas, assistiu aos dois dias de desfiles juntamente com familiares e amigos. "Achei tudo maravilhoso".

Diógenes Favareto, que esteve na avenida com a esposa Maria Rita e os filhos Mônica e Vinícius aprovaram a área reservada para estacionamento. "Moramos no bairro Paiquerê e achamos fácil o acesso à área do estacionamento", enfatizou Diógenes.

 

Infraestrutura

Para melhor acomodação do público, foram instalados 250 metros lineares de arquibancadas margeando o CLT, com capacidade para acomodar até 4 mil pessoas, dando preferência a gestantes e idosos. As pessoas com deficiência também tiveram um espaço exclusivo para assistir aos desfiles, com acesso facilitado e próprio para cadeirantes. Ainda ao longo da avenida foram instalados 12 banheiros químicos. Já dentro do CLT funcionou a praça de alimentação, com dez barracas com várias opções. Além disso, foram comercializados na Avenida 20 camarotes com serviço de bar, que foram adquiridos por famílias e empresas da cidade.

Na "Passarela do Samba" para melhor visualização da apresentação das escolas e bloco, a Prefeitura ampliou o sistema de iluminação, o que permitiu ao público observar os detalhes das fantasias e dos carros alegóricos.

Segundo o secretário de Defesa do Cidadão, Ruyrillo Magalhães, o trabalho de segurança envolveu a Guarda Civil Municipal e as Polícias Civil e Militar, além de seguranças particulares contratados pela Prefeitura. Outra medida adotada pela coordenação dos desfiles foi a permanência na área de uma ambulância, com profissionais de enfermagem, além do resgate do Corpo de Bombeiros.