Campanha Fique Sabendo realiza testes gratuitos para HIV e Sífilis

Ação será realizada pela Secretaria de Saúde entre os dias 1º e 7 de dezembro

Para marcar o Dia Mundial de Combate à Aids, comemorado no dia 1º de dezembro, a Secretaria da Saúde de Valinhos promove entre os dias 1º e 7 de dezembro a Campanha Fique Sabendo, que vai realizar testes gratuitos de HIV e sífilis na cidade.

Segundo o secretário da Saúde, Nilton Sergio Tordin, a campanha, tem por objetivo estimular a população a realizar os testes de HIV e de sífilis, principalmente aquelas pessoas que mantêm uma vida sexual ativa. “Quem nunca realizou o teste de HIV ou sífilis e tem vida sexual ativa tem uma oportunidade para fazer os exames”, disse.

Para ele, a campanha anual ajuda a despertar na população a importância do diagnóstico precoce destas duas doenças, especialmente entre jovens.

Para Claudia Santos, do Departamento de Saúde Coletiva, a promoção do acesso ao teste visa ampliar o número de pessoas que conheçam seu status sorológico, além de vincular o portador do HIV aos e acompanhamentos e ofertar o tratamento imediatamente após o diagnóstico. “Esse trabalho é parte essencial do enfrentamento da doença em nossa cidade”, afirma.

Segundo ela, no caso do HIV, a testagem é a porta de entrada nesta cadeia de cuidado contínuo e de prevenção, diagnóstico, vinculação, tratamento, retenção e supressão viral do HIV. E, no caso da sífilis, a testagem oportuniza o diagnóstico e tratamento de uma doença muitas vezes silenciosa.

A Campanha Fique Sabendo será realizada neste sábado, dia 1º, no Centro Especializado de Doenças Infecto Contagiosas e o Centro de Testagem e Aconselhamento (CEDIC- CTA), que fica na Avenida Brasil, 144, na Vila Santana. Serão realizados testes de HIV, Sífilis e Hepatites B e C das 8h às 17h. A campanha segue no período de 3 a 7 de dezembro, em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) e CEDIC-CTA.

O atendimento do usuário durante a Campanha Fique Sabendo é constituído do aconselhamento pré-teste, coleta de exame e aconselhamento pós-teste.

O CEDIC-CTA é o, é o local onde os portadores de HIV/AIDS, fazem o tratamento e acompanhamento da doença. É formado por equipe multiprofissional composta de médicos infectologistas, psicóloga, assistente social, nutricionista, dentista e equipe de enfermagem.

AIDS E SIFILIS EM VALINHOS

De acordo com a Secretaria de Saúde, o município registra 277 casos de HIV/Aids, no período de 2007 a outubro de 2018. O maior número de casos é registrado entre a população do sexo masculino, 210 casos, ou 75,81% do total, contra 67 casos registrado entre as mulheres.

A faixa etária mais atingida é a da população entre 20 a 34 anos. A epidemia, segundo informações da Secretaria da Saúde, continua a avançar na população heterossexual, seguida pela categoria de exposição homossexual e usuários de drogas.

O coeficiente de incidência da sífilis adquirida aumentou muito nos úiltimos anos e a dopença preocupa as autoridades de Saúde. Em Valinhos, o crescimento foi de 12,52 casos para cada grupo de 100.000 habitantes em 2007 para 66,11 casos por cada 100.000 habitantes em 2017.               

No Estado de São Paulo a Aids permanece entre as cinco principais causas de morte entre homens e mulheres de 25 e 34 anos de idade. A epidemia é particularmente preocupante entre os jovens, homens que fazem sexo com homens, pessoas que usam drogas e profissionais do sexo.

A sífilis adquirida também apresenta números alarmantes. De 2007 a 2017 foram notificados 159.015 casos de sífilis adquirida no Estado. A taxa de detecção de sífilis avançou de 6,7 para 73,6 por 100 mil habitantes de 2007 a 2017. A maior parte dos casos ocorre no sexo masculino (61,3%) e em 2017 54,1% dos casos tinham até 34 anos de idade.

Aconselhamento pré –teste

Este aconselhamento é realizado por profissional de saúde capacitado, ele é individualizado e sigiloso, com tempo para o usuário tirar dúvidas, conversar sobre o que o levou a fazer o teste e alternativas para diminuir as chances de infectar-se. O profissional de saúde irá avaliar as situações de riscos do usuário e propor medidas de prevenção específicas.

Aconselhamento pós –teste

É realizado ao entregar o resultado do exame de HIV ao usuário. Neste momento é esclarecida as dúvidas e explicado o resultado do exame ao usuário. O resultado do exame é entregue exclusivamente para a pessoa que buscou a testagem.

 

O que é AIDS?

AIDS é a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, uma doença causada por um vírus chamado HIV. Ele ataca as células responsáveis pelas defesas do organismo e aumenta a chance do aparecimento de outras doenças oportunistas (infecções e tumores).

Por que fazer o teste de HIV/AIDS?

Quanto mais cedo você descobrir que tem o vírus, maior a possibilidade de sucesso do tratamento. A AIDS por enquanto não tem cura, mas o tratamento permite ao indivíduo viver bem, por muito tempo. Se você tem o HIV e não sabe, além de não se tratar, pode transmitir o vírus involuntariamente.

No caso de gravidez, as mães portadoras do vírus têm 98% de chance de ter filhos sem HIV se fizerem o tratamento corretamente.

Fazer o teste faz parte da prevenção?

Fazer o teste e saber o resultado pode ser uma decisão difícil, mas é um passo decisivo para sua saúde. Se você não tem o vírus e fica sabendo, tem mais um motivo para continuar se cuidando. Se tiver, será encaminhado para um serviço de saúde.

Se você por qualquer motivo decidir não usar camisinha com alguém em quem confia, é importante que ambos façam o teste antes. Fazer o teste nesta situação faz parte da prevenção, porque revela se vocês já têm o HIV e não sabem.

O que é Sífilis?

É uma doença infecciosa transmitida principalmente nas relações sexuais sem uso de preservativo, e de mãe para filho durante a gravidez.

Ela é causada por uma bactéria. Em geral um dos primeiros sinais da doença é uma pequena ferida que aparece no pênis, na vagina e ânus e que não dói. Ela costuma desaparecer após alguns dias mesmo sem tratamento. Entretanto, a doença continua ativa. Meses depois podem aparecer outros sintomas: manchas na pele, nas palmas das mãos e dos pés, ou simplesmente pode permanecer silenciosa, afetando o coração, o fígado e até o sistema nervoso central.

 Por que fazer o teste de Sífilis?

Porque uma pessoa pode ter sífilis e não sentir nada por muito tempo.

Porque a sífilis tem tratamento e tem cura.

Você precisa fazer o teste:

Se você é uma pessoa sexualmente ativa e nunca fez;

Se você fez sexo (oral, vaginal, anal) e não usou camisinha;

Se você tem ou teve tuberculose e hepatites;

Se você teve, ou acha que teve, uma doença sexualmente transmissível (DST);

Se você compartilhou seringas e agulhas;

Se você está grávida.

 

Veja vídeo: https://youtu.be/DHMCcB2K4m4

(28/11/2018)