Clube de Mães do Jd. das Figueiras ganha nova sede

      O prefeito Marcos José da Silva inaugurou nesta terça-feira, dia 15, uma nova sede para o Clube de Mães do Jardim das Figueiras. A unidade foi construída no local do antigo imóvel da Cohab-Bandeirante, adquirido pela municipalidade em 2005. O prédio demolido era utilizado pelas mulheres do clube, mas não oferecia mais condições de uso e nem atendia às necessidades do grupo. O núcleo do Jardim das Figueiras funciona há oito anos e atualmente conta com onze mulheres.
     A construção da nova sede do Clube de Mães do Jardim das Figueiras contou também com a parceria da Câmara Municipal que, atendendo pedido do prefeito, entrou com uma ajuda financeira. “Espero que vocês mulheres façam bom uso desse prédio e que os moradores do bairro ajudem a cuidar dele”, destacou a presidente da Câmara, Dalva Berto. O vereador Clayton Machado também esteve presente ao evento.

Social
      A coordenadora do Clube de Mães do Jardim das Figueiras, Fátima de Oliveira Bariani, agradeceu a todos que contribuíram para que o grupo tivesse a sede nova. “Esse espaço estava degradante e agora o que se vê é divino, um show de bola”.
Uma das fundadoras do Movimento e a atual presidente, Maria do Carmo Solvato Braz, lembrou que a sede do Clube no bairro e na região será de extrema importância para as mães. “A gente não vem ao clube só para trabalhar, aqui a gente também se socializa, joga bingo, se diverte e distrai a cabeça”, contou ela. A importância social do Clube para as mulheres também foi destacada pelo vice-prefeito eng. Moysés e pelo secretário de Desenvolvimento Social e Habitação, Marcio Ferreira.
      O novo prédio tem 74,52 metros quadrados, distribuídos em salão, cozinha com despensa e sanitários. A obra foi custeada com recursos municipais no valor de quase R$ 100 mil.
 
O movimento

     Os Clubes de Mães em Valinhos existem há 37 anos e são ligados à Secretaria de Desenvolvimento Social e Habitação da Prefeitura e contam também com uma Associação. Atualmente, em 25 grupos espalhados pelos bairros, o movimento congrega 600 mulheres, que se reúnem semanalmente para atividades sociais, culturais, educacionais e confecção de artesanatos.
      Os artesanatos produzidos nos clubes são comercializados no CEAR (Centro de Artesanatos dos Clubes de Mães), que fica na Rua Antonio Carlos, no Centro, e na sede no Parque Municipal durante a Festa do Figo. Para o aperfeiçoamento das técnicas e o aprendizado de novos tipos de artesanatos, periodicamente as mulheres participam de cursos promovidos por monitores da Prefeitura.
       Atendendo pedido das integrantes dos clubes e também dos artesãos, o prefeito afirmou que já solicitou ao presidente da Comissão Organizadora da 61ª Festa do Figo e 16ª Expogoiaba, Jorge De Lucca, que no evento de 2010, o desembarque dos ônibus que trazem visitantes seja feito no portão principal, ao invés de na parte lateral do Parque Municipal “Monsenhor Bruno Nardini”, aumentando assim o fluxo direto de visitantes no pavilhão do Clube e na área do artesanato.