Com 52%, taxa de isolamento em Valinhos é a 18ª mais alta em SP

Valinhos foi um dos municípios com maior índice de isolamento social no Estado no último fim de semana, de acordo com o ranking do Sistema de Monitoramento Inteligente do Governo de São Paulo (SIMI-SP). O índice de pessoas que ficaram em casa no domingo foi de 52%, na 18ª posição entre as cidades monitoradas, enquanto no sábado esse índice foi de 48% (16º).

As maior adesão da população às ações de isolamento do município foram citadas mais uma vez como referência pela secretária estadual de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen da Silva, que incluiu a cidade no grupo das que mais avançaram nesse quesito desde o início da pandemia no Estado e fez elogios aos esforços nesse sentido.

O índice de domingo (21), de 52% de isolamento, é semelhante ao que era registrado durante os meses de abril e maio, quando a cidade tinha em funcionamento apenas estabelecimentos considerados essenciais, quando a adesão ao “fique em casa” era maior.

O aumento do índice de isolamento ocorreu ao mesmo tempo em que a Prefeitura se antecipou e determinou, a partir de dia 16 de junho, novo fechamento dos estabelecimentos de comércio e serviço que não são essenciais. Com a maior parte das lojas fechadas, voltou a cair a circulação de pessoas pelas ruas.

O objetivo da medida, que tem sido criticada pelos comerciantes, é justamente ampliar o isolamento e ajudar a reduzir a curva de crescimento dos casos de covid-19, que dispararam em junho, justamente no momento em que houve uma flexibilização do comércio na cidade.

Valinho tem hoje 548 casos confirmados de coronavírus, com 18 mortes. Há 63 pessoas internadas, sendo que 27 em UTIs, em estado mais grave.

A taxa de ocupação dos leitos de UTI está nesta segunda-feira em 77%. Na Santa Casa, que atende pelo SUS, o percentual chegou a 93%, embora tenha atingido a marca de 100% nos últimos dias.

Região

Na mesma linha, e com o mesmo crescimento na curva de casos, Campinas determinou medida semelhante e fechou novamenbte o comércio nesta segunda-feira (22).

Da Região Metropolitana de Campinas (RMC), o ranking das 20 cidades trouxe ainda no domingo (21), além de Valinhos, Campinas na 19ª posição também com 52% de moradores isolados e Vinhedo na 9ª posição com 53%.

Histórico

Quando o isolamento começou, em 6 de março, Valinhos teve 32% de adesão dos moradores, segundo o SIMI-SP, e no domingo registrou 52%, portanto, 20 pontos percentuais acima do início da quarentena.

As dez cidades com 20 ou mais pontos percentuais em relação ao índice do começo do isolamento são a capital São Paulo, Santo André, Campinas, Santana do Parnaíba, Ribeirão Preto, São Caetano do Sul, Santos, Valinhos, Osasco e São Bernardo do Campo. A secretária Estadual de Desenvolvimento Econômico elogiou os esforços dos dez municípios.

Sábado

No sábado, Valinhos ficou na 16ª posição entre as 20 cidades, com 48% de adesão dos moradores ao isolamento, segundo o SIMI-SP. O ranking de sábado trouxe a litorânea São Sebastião em primeiro lugar, com 61%, seguida de Ubatuba (54%) e Ibiúna (53%).

Na Região Metropolitana de Campinas (RMC), as duas cidades no ranking das 20 com maior índice de isolamento social no sábado foram Valinhos e Vinhedo, que ficou na 9ª posição, com 50% de adesão dos moradores.

A central de inteligência do Governo do Estado analisa os dados de telefonia móvel para indicar tendências de deslocamento e apontar a eficácia das medidas de isolamento social. Com isso, é possível apontar em quais regiões a adesão à quarentena é maior e em quais as campanhas de conscientização precisam ser intensificadas, inclusive com apoio das prefeituras.

22/06/2020