Comitê da Pessoa em Situação de Rua elege nova diretoria

Reuniões vão acontecer toda última sexta feira do mês, às 8h30, na Casa dos Conselhos

O Comitê Municipal e Intersetorial de Monitoramento da Política para Inclusão de Pessoas em Situação de Rua de Valinhos tem nova diretoria. Em reunião na sexta-feira (26), na Casa dos Conselhos, foram eleitos por unanimidade o presidente, Fernando Rodrigues, o vice-presidente, Marcelo José Amgarten, a primeira-secretária, Mariza Costa, e a segunda-secretária, Carina Fernanda Levreiro Previtali.

Os membros do Comitê debateram o regimento interno para facilitar a comunicação entre os integrantes, como a atualização de e-mails com as pautas das reuniões, datas e horários. Também foi fixada a periodicidade das reuniões, que vão acontecer toda última sexta feira de cada mês, às 8h30, na Casa dos Conselhos.

No encerramento da reunião, foi colocada para sugestão de pauta a ser discutida no dia 30 de agosto a definição de uma data para visita à Casa de Passagem e Acolhimento do Joapiranga e a elaboração de estatística atual quantitativa de moradores em situação de rua na cidade. De acordo com a primeira-secretária, outros itens de pauta poderão ser inclusos no decorrer do mês, por e-mails, em até 15 dias antes da data da publicação no Boletim Municipal da pauta da próxima reunião.

Campanha

Após a realização da Campanha “Não Dê Esmola, Dê Cidadania”, os recentes números sobre as pessoas em situação de rua em Valinhos, publicados no final de junho pelo Serviço Especializado de Abordagem Social (Seas), apontam redução de 75% no atendimento.

É nítido, principalmente, para quem circula frequentemente pelo Centro da cidade, que houve uma expressiva redução de pessoas em situação de rua. Os números da Secretaria de Assistência Social comprovam o novo cenário, já que houve queda de 354 atendimentos pelo SEAS em março para 83 em junho.

A secretária de Assistência Social, Dulce Maria de Paula Souza, disse que a campanha, iniciada no dia 16 de abril, contribuiu para reduzir significativamente a alta circulação de pessoas em situação de rua em Valinhos. “Isso é fruto da união de esforços para a contenção da realidade de pessoas em situação de rua. Demonstra a eficácia no alcance de resultados de um fenômeno que é de responsabilidade da sociedade como um todo”, destacou.

A Campanha “Não Dê Esmola, Dê Cidadania”, além da Prefeitura Municipal, envolve vários segmentos da sociedade. Entre eles, Associação do Comércio e Indústria de Valinhos (ACIV), Associação dos Empresários de Valinhos (AEVAL), Grupo Força Valinhos, Associação de Engenheiros, Arquitetos e Agronômos de Valinhos, Paróquia São Sebastião, Ordem dos Ministros Evangélicos de Valinhos (OMEV), Conselho de Segurança (Conseg), União do Comércio e Serviços de Valinhos, Guarda Civil Municipal, Polícia Civil e Polícia Militar.
 

 

30/07/2019