Defesa Civil reúne Corpo de Voluntários

A Defesa Civil de Valinhos, órgão ligado à Secretaria de Defesa do Cidadão da Prefeitura, iniciou no último dia 23, sexta-feira, no Paço Municipal, o programa de treinamento de seu Corpo de Voluntários, com a participação de 18 inscritos. O programa, criado em maio deste ano pelo prefeito Marcos José da Silva, é uma iniciativa pioneira na RMC (Região Metropolitana de Campinas). Ao todo, 32 pessoas se cadastraram até agora no programa e vão receber treinamento básico sobre o papel da Defesa Civil, tanto na prevenção de desastres e catástrofes, quanto no socorro e assistência às vítimas, além da recuperação do município em situações de urgência e de calamidade pública.
Para o prefeito Marcos, a iniciativa de Valinhos vale como exemplo para os demais municípios. “Vemos diariamente muitas catástrofes e as Defesas Civis do País sentem muita dificuldade com a falta de pessoas para ajudar, que estejam bem preparadas. Por isso implantamos este programa que possibilitará preparar pessoas como voluntárias em situações de emergência”, diz ao ressaltar que na sua administração, no decorrer dos últimos quase seis anos, a Defesa Civil tem se preocupado em levar à comunidade a importância da participação de todos, e não só do Poder Público, na responsabilidade de prevenir situações de riscos e de colaborar em casos de emergência.
O diretor do Departamento de Coordenadoria de Defesa Civil, Eduardo Matias, agradeceu a presença dos 18 voluntários neste primeiro encontro. “Agradecemos a disponibilidade de vocês e esperamos contar com todos para as próximas atividades. O programa tende a crescer e já chamou a atenção até mesmo de pessoas de fora de Valinhos. Temos cadastrados seis voluntários de Campinas, um de Jaguariúna e um de Hortolândia que estão dispostos à cooperar”, contou Matias ao lembrar que o órgão continua cadastrando interessados em participar do grupo. Ele ressalta, porém, que os voluntários darão apoio aos órgãos competentes que realizam o socorro, como o Corpo de Bombeiros, profissionais da área da Saúde e da própria Defesa Civil.
Um dos voluntários de Campinas, Guilherme Bastos Vieira de Moraes, contou que se interessou pela abertura que a Defesa Civil de Valinhos proporcionou. “Sempre gostei desta área de Defesa Civil e gostei da abertura que Valinhos deu. Sou enfermeiro recém formado e para o meu currículo é bacana. Essa proposta é muito boa, pois além de ajudar na prática, ao aprender sobre prevenção posso passar informações para a minha família e as pessoas da comunidade. Começando por um, conseguimos atingir bastante gente, como agente multiplicador”.
O diretor da Defesa Civil contou no encontro com os voluntários que existem situações de riscos em que há a necessidade dos órgãos competentes estarem alertas. “Há a movimentação de cerca de 32 aeronaves que sobrevoam Valinhos diariamente, 33 postos de gasolina, 29 depósitos de gás, além de duas faixas de dutos de combustíveis que cortam o município. Com isso, não devemos descartar a probabilidade de riscos de desastres”, alertou.
No encontro também foi dada ênfase à Operação Estiagem, em andamento, com destaque aos riscos das queimadas em áreas verdes para o meio ambiente e a saúde. “Também vamos programar novas atividades para prepará-los para a Operação Verão que terá início em dezembro, inclusive com a realização de um simulado de resgate à vítima de soterramento. A proposta é passar informações sobre prevenção de acidentes e desastres provocados pelas águas das chuvas, deslizamentos de terra ou raios, e orientá-los para que desde já nos ajudem como agentes multiplicadores de informações junto à comunidade”, diz Matias.

Referência
O vice-prefeito, eng. Moysés (PMDB), que é presidente da COMDEC (Coordenaria Municipal de Defesa Civil), destaca que o Corpo de Voluntários é mais uma das inovações realizadas durante a administração do prefeito Marcos para inserir a comunidade em mais uma de suas ações práticas para a prevenção de ocorrências. “Valinhos se tornou referência no Brasil na 1ª Conferência Nacional de Defesa Civil promovida pelo Governo Federal em Brasília, em março, por desenvolver bons exemplos de ações preventivas, especialmente com dois projetos também pioneiros no Estado, o Agente Mirim de Defesa Civil e o PAM, Plano de Auxílio Mútuo”, disse Moysés. O primeiro forma alunos da rede municipal para a prevenção de acidentes. Já o PAM reúne o Poder Público com suas secretarias municipais, Corpo de Bombeiros e diversas empresas para o atendimento emergencial de ocorrências de grande porte.

Onde se cadastrar
Para se cadastrar no Corpo de Voluntários, os interessados deverão preencher um formulário na sede da Defesa Civil, localizada na Rua Dr. Fernando Leite Ferraz, nº 705, no Jardim Europa (junto à sede da Guarda Civil Municipal), ou na recepção do saguão da Prefeitura. Informações podem ser obtidas pelo telefone 3859-2055. Matias destaca que qualquer pessoa maior de 18 anos, que tenha espírito de voluntariado, pode integrar a equipe.