Dia 14 tem segunda etapa da campólio

A Secretaria da Saúde participará da segunda etapa nacional da Campanha da Vacinação contra a Poliomielite no próximo dia 14, sábado. A meta do Ministério da Saúde é vacinar 95% das crianças menores de cinco anos, com uma dose da vacina oral contra poliomielite, independentemente de já terem sido vacinadas anteriormente. Na primeira etapa da campanha em junho foram imunizadas em Valinhos 6.117 crianças, o que correspondeu a uma cobertura de 96,72% do público alvo, que é 6.322. A segunda etapa da campanha será realizada nas 13 Unidades Básicas de Saúde, que funcionarão das 8 às 17 horas, com exceção da unidade do Macuco, que abrirá das 8 às 12 horas, e da Reforma Agrária, que atenderá das 13 às 17 horas, e em postos volantes espalhados pela cidade (veja relação). Segundo a diretora da Divisão de Vigilância Epidemiológica, Claudia Maria Santos Silva, é importante que os pais levem a carteira de vacinação da criança, pois nas Unidades Básicas de Saúde e no posto volante do Parque Portugal também serão aplicadas as demais vacinas do esquema básico nas que estiverem com doses em atraso. “Não existem contra-indicações para a vacina contra a poliomielite, e mesmo as crianças com sintomas de tosse, gripe, diarréia, rinite, asma, doenças crônicas e desnutrição devem ser levadas para tomar a vacina”. Poliovírus As Campanhas Nacionais de Vacinação contra a Poliomielite tiveram início no ano de 1980, completando 31 anos de sucesso no controle epidemiológico da poliomielite no território brasileiro. O Brasil está livre do poliovírus desde 1989 e assim deve-se manter até a concreta certificação mundial da erradicação deste agente infeccioso. As campanhas devem ser aproveitadas ao máximo, para a garantia da não reintrodução da doença em nosso território. Embora a erradicação global esteja avançando, países livres da poliomielite precisam, não só ter uma adequada Vigilância das Paralisias Flácidas Agudas (PFA), como manter altas e homogêneas coberturas de vacina oral contra poliomielite. Situação Epidemiológica No Brasil a poliomielite está erradicada e o registro dos últimos casos confirmados foi em 1989 nos estados do Rio Grande do Norte e Paraíba; no Estado de São Paulo, o último caso registrado foi em 1988, município de Teodoro Sampaio. O Peru, em 1991, foi a última nação americana que registrou casos da doença. Em 1994, o Continente Americano recebeu o Certificado de Erradicação da Poliomielite, seguido pelo Pacífico Ocidental (2000) e Europa (2002). Em 2009 foram notificados 1.606 casos de poliomielite no mundo, número praticamente semelhante ao ano de 2008 (1651), com aumento de 57% na incidência de poliovírus 3 e diminuição de 51% no número de casos por poliovírus 1. Na Índia, praticamente todos os casos ocorreram nos distritos de alto risco de Uttar Pradesh e Bihar. No Afeganistão e Paquistão houve circulação contínua de poliovírus selvagem. Na Nigéria houve diminuição de 51% no número de casos. Ocorreu importação de casos em 19 países africanos. Em 2010 foram notificados 199 casos de PFA no Tajiquistão, sendo confirmados 56 casos confirmados de poliomielite pelo poliovírus tipo 1, importado de Uttar Pradesh, India. A maioria dos casos ocorreu em menores de 5 anos de idade. A cobertura vacinal com a vacina contra poliomielite nestes pais foi de 87% em 2008. Esta representa a 1ª importação de poliovírus selvagem na região da Europa, desde que esta recebeu o certificado de erradicação em 2002. Postos volantes de vacinação EMEB Marli Aparecida Borelli Bazzeto Parque Portugal 8:00 às 17:00 EMEB Vale Verde Vale Verde 8:00 às 10:00 EMEB Joapiranga Joapiranga 10:30 às 12:30 EMEB Valdomiro Mayr Country Club 13:00 às 14:30 EMEB Jardim Universo Jardim Universo 15:00 às 17:00 EMEB Jardim Figueiras Parque Figueiras 15:00 às 17:00 EMEB Cecília Meirelles Jardim Paraíso 11:30 às 14:30 EMEB Jorge Bierrembach Castro Parque das Colinas 8:00 às 11:00 EMEB D. Carolina Oliveira Sigrist Bairro Capivari 13:30 às 15:30 Residência D. Conceição Bairro São Luis 8:00 às 12:00 CAUE Centro 8:00 às 17:00