Educação leva internet de alta velocidade às 49 escolas da rede

Programa de Inovação Educação Conectada beneficia 49 escolas e diretamente 10,5 mil alunos

A conectividade de alta velocidade começa a ser uma realidade para as escolas de Valinhos. A Secretaria de Educação aderiu neste ano ao Programa de Inovação Educação Conectada, do Governo Federal, que prevê a conexão em alta velocidade de todas as escolas públicas do país até 2024. Com isso, a Educação ganha uma importante ferramenta para ampliar a qualidade do ensino na rede pública municipal.

Na rede pública de Valinhos, cerca de 32 escolas já estão vivendo essa realidade. Até o começo do ano letivo de 2019, todas as 49 unidades da rede vão estar desfrutando de conexão à internet de alta velocidade, segundo o professor Luciano Alves dos Reis, que juntamente com o professor Milton Xavier, foi designado pelo secretário de Educação, Zeno Ruedell, para coordenar o programa.

Nesta primeira fase, denominada de indução, as escolas recebem a instalação de internet de banda larga, podendo ser através de conexão terrestre (cabo) ou via satélite. No caso de Valinhos, todas as escolas terão conexão terrestre. Em unidades acima de 500 alunos, a conexão será de 100 mega. Para as que possuem de 50 a 499 alunos, conexão de 50 mega.

A adesão ao programa, lançado no final do ano passado, tem o apoio das Associações de Pais e Mestres (APMs), do corpo docente através das orientações de viabilidade técnica e orçamentária, feita pelos dois professores. “Os recursos para a efetivação dos projetos, com a compra de equipamentos e serviços de cada escola, caem direto na conta das APMs”, disse Reis

Quando o ano letivo de 2019 começar, cerca de 10.500 pessoas, entre alunos e professores, poderão desfrutar da conexão de banda larga. Já na segunda fase, o programa possibilitará a aquisição de software, hardware e materiais de consumo, é a fase onde cada unidade estará estabelecendo e definindo suas TICs ‘Tecnologia da Informação e Comunicação’.

"O programa não é apenas calcado na tecnologia, ou seja, na dotação das escolas de equipamentos, mas também inclui um plano de formação continuada para professores e gestores, com cursos sobre práticas pedagógicas inovadoras. Trata-se de um programa inovador e que precisa ser levado adiante pelo novo governo federal que toma posse em janeiro. Se isso acontecer, vamos ter uma guinada na educação do Brasil”, afirmou Reis.

Para o Secretário da Educação, a adesão ao Programa foi uma das medidas mais importantes adotadas pela Secretaria de Educação, assim como o programa de capacitação de nossos professores. Segundo ele, a Internet de banda larga está deixando de ser um artigo de luxo de poucos. “Inovação, tecnologia e educação são elementos chaves para que nossa educação possa de fato avançar e habilitar nossas crianças para os desafios do século 21. Acredito muito nessa proposta, pois a tecnologia é parte incondicional do processo de educação e nossas escolas, tanto as que estão na zona urbana, quanto àquelas da zona rural, já estão um passo à frente neste processo”, disse o secretário.

(30/11/2018)