GCM atende várias ocorrências em feriado de Carnaval

O Carnaval contou com a presença da Guarda Civil Municipal (GCM) não só nos dias de folia, mas também no trabalho preventivo e ostensivo na cidade. Nos dias de festa, a corporação fez algumas detenções por roubo, pedofilia, pichação e até um atendimento a uma égua supostamente atropelada.

No dia 3, por volta das 17h30, na área central, um jovem de 18 anos foi detido em flagrante durante a grande aglomeração dos foliões. O jovem roubou uma corrente do pescoço de um adolescente de 15 anos e o agrediu. O suspeito foi detido e encaminhado para a delegacia, onde foi indiciado em flagrante por roubo e porte de entorpecentes, uma vez que foi localizado um papelote de maconha em seu bolso. Ele foi transferido para a cadeia anexa ao segundo distrito policial em Campinas.

No mesmo dia, a população, por meio do 153, solicitou ajuda da corporação na remoção de uma égua, que pode ter sido atropelada. Os guardas, com apoio da Administração municipal, providenciaram medicações e apoio de um veículo de grande porte para levar o animal até a residência de seu tutor.

Já na noite do dia 2, por volta das 4h50, na região central da cidade, dois jovens foram detidos após terem sido surpreendidos pichando muros por guardas que realizavam o policiamento preventivo. Os jovens, um menor de 16 anos e outro maior de 19 anos, foram encaminhados para a delegacia. O maior de idade foi indiciado por pichação e o menor, sindicado por pichação, ambos ficaram à disposição da Justiça e foram liberados.

Maconha e pedofilia

Após informações anônimas através do telefone de emergência da GCM 153, componentes da equipe de rondas ostensivas, Romu, foram até o bairro Jardim Morada do Sol, por volta das 15h do dia 1º, e encontraram um pé de maconha dentro de uma residência.

A proprietária foi encaminhada até a delegacia. Após o flagrante, um menor de 17 anos foi até a delegacia e confessou que o pé de maconha era seu. O menor foi sindicado por porte de entorpecente.

No mesmo dia, uma menor de 17 anos acompanhada de seu pai foi até a base da GCM e denunciou um servente de pedreiro de 47 anos, após ele ter enviado via WhatsApp vídeos e fotos pornográficas. Por volta das 18h, no bairro Jardim Palmares, o suspeito foi detido e encaminhado até a delegacia, onde foi indiciado por pedofilia.

 

07/03/2019