Índice de vacinação de gripe em crianças continua abaixo da meta

Balanço da Secretaria da Saúde indica que apenas 34,7% as crianças da cidade tomaram a vacina e a meta é chegar a 90%

A vacinação contra gripe de crianças de 6 meses a menores de 6 anos em Valinhos está muito abaixo da meta. Balanço da Secretaria da Saúde de quinta-feira (21) indica que apenas 34,7% as crianças da cidade tomaram a vacina e a meta é chegar a 90%. A campanha nacional está sendo realizada em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e vai até o dia 5 de junho, das 8h30 às 13h.

“Todas as crianças com idade de 6 meses a menores de 6 anos devem ser vacinadas. A cobertura dessa população em Valinhos continua muito abaixo do esperado, assim como de gestantes. Até quinta, 2.441 doses foram aplicadas em crianças, correspondente a 34,7% do público alvo”, disse a diretora do Departamento de Saúde Coletiva, Claudia Maria dos Santos.

Segundo a Secretaria da Saúde, a população estimada nessa faixa etária é de 7.029 crianças em Valinhos. O número de gestantes é estimado em 1.034 mulheres, mas apenas 331 delas receberam as doses, cobertura de 32,01%. Em 2019, a cobertura desses dois grupos chegou a 80%, também abaixo da meta.

A terceira fase da campanha também é voltada a puérperas até 45 dias, sendo que 79 delas se vacinaram (46,47%), adultos de 55 a 59 anos (768 doses foram aplicadas, o que representa 13,78% deste público alvo), além de pessoas com deficiência.

Na quarta-feira (20), a Secretaria de Saúde de Valinhos recebeu um lote com 2.600 vacinas. A Secretaria reforça que moradores do grupo de risco das fases anteriores da campanha que ainda não se vacinaram devem procurar as Unidades Básicas de Saúde para se vacinar. Em Valinhos, o público alvo é de 37,8 mil pessoas e a meta do Ministério da Saúde é vacinar 90% dessa população.

Cobertura

Segundo a Secretaria de Saúde, foram vacinados na cidade 15.993 idosos, correspondentes a 120,37% do público alvo, e 3.419 profissionais da saúde, 118,55% do público alvo, superando as metas do Ministério da Saúde.

Na segunda fase, 5.816 pessoas do grupo estimado em 6.988 moradores receberam a vacina, 75% do total. O grupo da segunda fase é formado por profissionais das forças de segurança e salvamento, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade, caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e portuários e povos indígenas.

Veja o vídeo: https://youtu.be/Qt09PIN8jdE

22/05/2020