Obra da ciclovia da Rodovia dos Andradas chega a 1,9 quilômetro

Secretaria de Mobilidade Urbana já trabalha na execução do plano de reconfiguração da via, repensando sua função

As obras de revitalização da ciclovia da Rodovia dos Andradas, que liga Valinhos à Vinhedo, chegaram nesta quarta-feira à altura da Rua Vitaliano Pelegatti, que dá acesso ao Hospital e Maternidade Galileu, em Valinhos, com 1,9 quilômetro concluído dos 2,5 quilômetros de extensão.

Segundo Secretário de Mobilidade Urbana, Mauro Haddad Andrino, o objetivo da revitalização é garantir mais segurança aos ciclistas e motoristas que diariamente transitam pela Rodovia dos Andradas. De acordo com ele, a ciclovia está sendo reconstruída acima do nível da rua, no nível da calçada, para não permitir que motoristas invadam o espaço exclusivo dos ciclistas.

As obras fazem parte de um convênio com Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran-SP), através do programa Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, e envolvem as secretarias de Mobilidade Urbana e de Obras e Serviços Públicos de Valinhos. O custo total é de R$ 604.624,00.

Reconfiguração

A Secretaria de Mobilidade Urbana já trabalha na execução do plano de reconfiguração da Rodovia dos Andradas, repensando a função da via, que será alterada após a conclusão das obras do prolongamento da Avenida Joaquim Alves Corrêa, que irá conectar Valinhos e Vinhedo.

“O prolongamento da Joaquim Alves Corrêa trará um grande impacto na mobilidade urbana do município e, mais diretamente, na Rodovia dos Andradas”, afirmou o secretário.

De acordo com Andrino, esse plano aguardava a realização do projeto de revitalização da ciclovia para começar a ser implantado. “Entendemos que a Rodovia dos Andradas cumpre uma função importante para cidade, não como rodovia, mas como uma avenida, por isso o motivo da reconfiguração”, explicou.

Os recursos para a adequação do sistema viário da rodovia são da própria Secretaria de Mobilidade Urbana.  Segundo Andrino, será realizada a retirada de todos tachões e de algumas sinalizações. Na sequência, serão retiradas as lombadas existentes e no lugar serão colocadas travessias elevadas, que fazem parte do projeto da ciclovia.

“O objetivo é adequar e modernizar a rodovia ao novo contexto da ciclovia, oferecendo sobretudo segurança aos pedestres e ciclistas”, finalizou Andrino.

 

14/05/2020