Pedal CicloTurismo visita agroturismo e Festa do Figo  

Roteiro do grupo Pedala SBO percorreu 30 quilômetros até o Parque Municipal

A 71° Festa do Figo 26ª Expogoiaba recebeu a visita do Pedal CicloTurismo de Experiência no domingo (2). O grupo Pedala SBO, de Santa Bárbara d’Oeste, reuniu 48 ciclistas de Valinhos, região e São Paulo, que percorreram 30 quilômetros, entre pontos de agroturismo da cidade até o Parque Municipal Monsenhor Bruno Nardini, recinto da festa. A proposta do grupo é percorrer todas as cidades e festas do Circuito das Frutas.

O evento contou com apoio das secretarias de Desenvolvimento Econômico e de Esportes e Lazer (SEL) de Valinhos. O grupo saiu do Camping Macuco, passou pela Adega do Tio Mário, Sítio Kusakariba e Sítio Sequetto, até o recinto da Festa. “A escolha do trajeto, conciliado com a Festa do Figo, serviu para divulgar nosso agroturismo”, disse a diretora de Turismo, Fernanda Goi.

Proposta do fundador do Pedala SBO, Eduardo do Vale, e do ciclista Pedro Aparecido Rigon, a iniciativa teve participação das secretarias de Mobilidade Urbana, de Segurança Pública e Cidadania e da Comissão Organizadora da Festa. “Gerar fluxo turístico é dar visibilidade à Festa, preparada com muito carinho para prestigiar a nossa agricultura”, comentou o presidente da Comissão, Luís Gustavo Previtali.

“Iniciativas que divulgam os nossos atrativos turísticos, a nossa cidade, nos motivam às pontes do bem, que somam e constroem desenvolvimento”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Rodrigo Fagnani Popó.

O grupo Pedala SBO ainda contou com o apoio do COMTUR Valinhos, de ciclistas locais, da Associação Amigos do Vali e da Polícia Militar. “Apoiar as práticas esportivas são o verdadeiro incentivo. O esporte molda cidadãos de bem”, defendeu o secretário da SEL, Paulo Sabioni, o Periquito

Roteiro

O Camping Macuco foi o ponto de partida e concentração, com café da manhã e especial acolhida da empreendedora Izabel Guimarães e família, que apoiam a divulgação do turismo no todo. Os ciclistas seguiram rumo aos sítios produtores de frutas.

Na primeira parada, os ciclistas foram recebidos na Chácara Boa Esperança, onde está localizada a adega que leva o nome do empreendedor Tio Mário. A estrada que conta a história de 20 anos do agroturismo levou o grupo até o Sítio Kusakariba, de imigrantes japoneses com mais de 60 anos de agricultura e pioneiros no agroturismo da cidade. O Sítio Sequetto encerrou o passeio.

Coletivo Pedala SBO

O Pedala SBO elogiou o roteiro, integrantes do grupo se propuseram a voltar a fazer o passeio com suas famílias. “O intercâmbio entre os ciclistas de diversas cidades registrou o novo capítulo no trajeto de 30 km. Queremos voltar. Que venha 2021”, disse Vale.

O coletivo incentiva e orienta o uso da bicicleta como veículo para mobilidade, lazer, esporte e turismo, sob o slogan É Possível Conviver.

 

07/02/2020