Prefeitura capacita 70 estagiários de apoio à inclusão em escolas

Profissionais serão contratados para cuidar de crianças com deficiência em sala de aula

A Prefeitura de Valinhos realizou nesta sexta-feira (2) capacitação de 70 estagiários de apoio à inclusão, que vão atuar na Rede Municipal de Educação como cuidadores de crianças com deficiência, através do contrato com o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE). A ação envolvendo as Secretarias de Saúde e Educação foi realizada na Sala Ivan Fleury, no Paço Municipal, com a participação de profissionais das duas áreas de atuação. O treinamento foi feito aos estudantes de pedagogia de várias faculdades da região.

Os cuidadores estão sendo selecionados desde quinta-feira (1) e a primeira turma deve começar a trabalhar nas salas de aula na segunda-feira (5).  A seleção continuou sendo feita nesta sexta e prossegue, na Secretaria de Educação, nos próximos dias até a Prefeitura preencher as 100 vagas disponíveis. Os estagiários precisam estar cursando faculdade de Pedagogia, com pelo menos dois anos de curso.

Os interessados devem estar com seus currículos cadastrados no CIEE para participar do processo. A unidade do CIEE que atende Valinhos é a de Vinhedo, e o telefone para informações é o (19) 3876-4965.

O contrato com empresa Adeso, que prestava o serviço anteriormente, precisou ser rompido pela Prefeitura por descumprimento das exigências contratuais.

 
ORIENTAÇÕES

Na área de Saúde, os estagiários de apoio à inclusão foram apresentados aos serviços de saúde mental infantil que constam na Secretária da Saúde e são desenvolvidos no Centro Municipal de Atendimento Psicopedagógico e Fonoaudiológico (CEMAP), Casa do Adolescente e Centro de Atendimento Psicossocial Infantil (CAPIS). Além disso, eles tiveram dicas de cuidados especificas para crianças com necessidades especiais.

Na área de Educação, os futuros pedagogos que vão atuar como cuidadores de crianças com deficiência foram informados sobre suas atribuições. Entre elas, apoiar crianças que não têm autonomia de higiene, alimentação e locomoção nos espaços escolares,  a contribuição que podem dar para que as crianças redobrem a atenção para as propostas colocadas em sala de aula pelo professor e organização da materialidade utilizada na classe.

De acordo com o responsável pelo Núcleo de Atendimento de Educação Especial, Odilon Marciano da Mata, a capacitação foi a primeira de outras que serão realizadas na sequência já com as estagiárias de apoio à inclusão em atividade. 

 

02/08/2019