Prefeitura de Valinhos anuncia pacote de medidas emergenciais no combate ao Covid

A Prefeita Capitã Lucimara ressalta preocupação com a situação agravante do município e reforça necessidade de cumprimento dos protocolos sanitários essenciais

 

A Prefeita de Valinhos, Capitã Lucimara, anunciou nesta quinta-feira (18) um pacote de ações para o atendimento à população no combate ao Covid-19 na cidade. Aumento de leitos na UPA (nos moldes de um hospital de campanha), disponibilidade de leitos UTI em parceria com cidades da região e contato direto com a Central de Regulação do Estado de São Paulo, CROSS, para apoio na disponibilização de mais leitos UTI (este contato, inclusive, já solucionou 6 novas vagas para Valinhos, sendo 1 de UTI, em que os pacientes já estão sendo transferidos) fazem parte destas medidas.

As medidas foram adotadas para dar suporte ao atendimento no cenário em que a cidade tem enfrentado nos últimos dias, com 100% de ocupação das UTI’s dos 2 hospitais da cidade, Santa Casa e Galileo. 

“Temos que nos conscientizar que a pandemia ainda está presente. Não acabou. Pelo contrário, nossa região está sendo afetada por aumentos diários de casos. Nós, como população, precisamos respeitarmos as regras de distanciamento social, uso de máscaras e higienização das mãos, tendo responsabilidade com a vida uns dos outros. E como gestores públicos, trazemos estas medidas emergenciais para o atendimento, mantendo a avaliação da situação hora a hora em nosso Gabinete”, ressaltou a Prefeita Capitã Lucimara, que ainda afirmou que nenhum valinhense está sem atendimento na cidade. 

Além dos 28 leitos para COVID de UTI na Santa Casa e 10 leitos no Galileo, em casos de 100% de ocupação destes, serão disponibilizadas vagas de UTI em cidades da região que estão com limites abaixo de 60% de ocupação, proporcionando um número maior de vagas disponíveis e rápidas. Já na UPA, foram adaptados 6 novos leitos para COVID, totalizando 22 leitos disponíveis para atendimentos na unidade. Na prática, na UPA, está em funcionamento um hospital de campanha, seguindo as regras do Ministério da Saúde, com leitos de enfermaria, já que leitos de UTI, por necessitar de aparelhagens como respiradores e  serem referenciados pelo Ministério da Saúde, não são recomendados em nota técnica do próprio Ministério.

“Nenhum valinhense ficou e não ficará sem atendimento de saúde na cidade por conta do COVID. E assim vamos continuar, ao tomar todas as medidas que estejam ao nosso alcance para que todos que necessitem tenham atendimento”, afirmou a Prefeita. “Mas de nada adianta se aglomerações, pessoas sem máscaras, churrascos aos finais de semana continuarem acontecendo, não é este o momento. É momento para de ter empatia e bom senso para preservar o que há de mais importante, que é a vida!”, reforçou a Prefeita. 

Vacinação

A Prefeitura de Valinhos, tem avançado cada vez mais com a aplicação das doses de vacinas recebidas pelo Estado, sendo a segunda melhor cidade da região com relação a porcentagem de imunizados, ficando atrás somente da metrópole Campinas.

“É necessário que a população respeite as fases da vacinação e, com prudência e eficiência vamos caminhar dia a dia neste enfrentamento, com o objetivo maior que é cuidar da saúde do nosso município”, finalizou.

 

18/02/2021