Prefeitura de Valinhos homologa licitação para nova empresa do transporte público

18-transporte

Próximo passo será a assinatura de contrato; prazo para Sancetur começar a atuar é em até 180 dias

A Prefeitura de Valinhos homologou na quarta-feira, 17/8, a empresa Sancetur Turismo Ltda. como vencedora da licitação realizada para a escolha de empresa para operar o transporte coletivo na cidade por um prazo de até 30 anos (15 anos, prorrogáveis por mais 15). A decisão foi publicada no Diário Oficial do Estado. O próximo passo será a assinatura do contrato quando a empresa vencedora terá prazo de até 180 dias para iniciar a operação.

A homologação ocorre depois de 35 dias de a Sancetur vencer a licitação, já que a segunda colocada, a Rápido Sumaré Ltda., empresa pertencente ao grupo Rápido Luxo e atual concessionária do transporte em Valinhos, tentou impedir por duas vezes que a vencedora assumisse.

Na primeira vez, alegou ter sido prejudicada pela entrega antecipada dos envelopes com as propostas, feitas em 21/6, e conseguiu suspender o processo, por meio de liminar. O Tribunal de Justiça de São Paulo julgou improcedente a ação, afirmando que “não houve qualquer indício de irregularidade formal na abertura das propostas de preço das concorrentes, em envelopes lacrados, apresentando a Sancetur proposta mais vantajosa à Administração”.

Derrubada a suspensão, a Rápido Sumaré entrou com novo recurso, alegando que o valor da tarifa (R$ 3,80) era inexequível, argumento que foi contraposto pela vencedora e, portanto,  negado provimento para a segunda colocada.

A Sancetur apresentou uma proposta no valor de R$ 1,2 milhão, 4,5 vezes superior em relação à Rápido Sumaré, que ofereceu R$ 282 mil, e ainda 1% do faturamento mensal pago à Prefeitura. O grupo vencedor terá um prazo de até 30 anos para explorar o serviço de transporte e contará com 45 veículos em sua frota, 10 a mais que a concorrente.

 

18/08/2016