Prefeitura e Daev iniciam nova etapa da construção de adutora

Sistema terá cerca de três quilômetros de extensão e vai garantir melhor distribuição de água em bairros distantes do Centro

Teve início no mês de julho mais uma etapa da construção da nova adutora que vai interligar os reservatórios da Estação de Tratamento de Água (ETA) II à região do bairro Espírito Santo, melhorando significativamente a qualidade de distribuição de água em diversos bairros da cidade. A nova adutora vai atender cerca de 50% dos bairros do Município, levando segurança hídrica a regiões mais distantes do Centro. 

A primeira fase do projeto foi realizada em 2018, quando foram construídos 940 metros de adutora entre a ETA II e a Avenida Altino Gouveia, na altura do Parque dos Lagos. Na etapa atual, estão sendo contruídos cerca de três quilômetros de adutora, pelo Departamento de Águas e Esgotos de Valinhos (DAEV), com diâmetros que variam entre 300 e 400 milímetros. As obras percorrem a cidade pelos próximos dois meses. 

O presidente do DAEV, Pedro Medeiros, explicou que, após a conclusão das obras, bairros mais distantes do centro da cidade, como Parque Portugal, Frutal, São Marcos e Parque das Colinas, terão mais segurança hídrica.

“Atualmente temos apenas uma adutora que faz esse trajeto. Com isso, a vazão de água fica limitada e por vezes não consegue atender à demanda dos bairros mais distantes, gerando interrupções no abastecimento em horários de pico. Com a nova adutora, que vai atender aproximadamente 50% dos bairros da cidade, finalmente vamos conseguir um equilíbrio no fornecimento de água e colocaremos fim nas oscilações”, afirmou Medeiros.

Trânsito

Desde meados de junho, as obras de construção da adutora causaram a interdição parcial da Avenida Altino Gouveia na altura do Parque dos Lagos. Os trabalhos no local devem continuar pelos próximos 10 dias, mas o DAEV reforça que a interdição da via está sendo realizada por etapas e que os desvios indicados no local permitem que o tráfego de veículos seja mantido sem grandes prejuízos.

 

01/08/2019