Prefeitura instala nova rede de drenagem na Estrada do Alpinas

Depois de concluído o trabalho de limpeza do córrego que corta a estrada de acesso ao bairro Chácaras Alpinas, a Prefeitura de Valinhos iniciou a instalação da tubulação para a rede de drenagem de águas pluviais no local. As obras vão ajudar a combater as enchentes que ocorriam no local e são uma antiga reivindicação dos moradores.

Segundo moradores da região, a área não tinha um trabalho de manutenção da Prefeitura havia pelo menos seis anos. Sem essas ações, a época de chuvas trazia uma série de transtornos e prejuízos com alagamentos e dificuldade de acesso e trânsito. A pista ficava frequentemente coberta de água, assim como as propriedades vizinhas.

No primeiro trecho da drenagem estão feitos 200 metros de canalização. “Com essa obra, a água da chuva vai cair de forma correta no córrego. Antes essa água ficava na pista e acabava indo para o lado errado do curso d’água”, disse Gustavo Sirianni, chefe de Gabinete da Secretaria de Obras e Serviços Públicos.

O trabalho está sendo realizado pela Prefeitura, com recursos próprios, e com mão de obra própria e ajuda dos reeducandos do sistema prisional.

Desassoreamento

A Prefeitura de Valinhos retirou uma grande quantidade de areia que estava acumulada por pelo menos seis anos no leito do córrego que corta a Estrada de acesso ao bairro Chácaras Alpinas.

A obra de desassoreamento interferiu em trecho de cerca de 500 metros do córrego e foi realizada com ajuda de máquina pesadas.

O material retirado do leito do córrego passou por um processo de secagem e depois será utilizado pela secretaria em obras pela cidade.

O prefeito Orestes Previtale ressaltou a importância do trabalho em duas visitas realizadas às obras. “É uma intervenção importante para manter a estrada em ordem e para preservar as propriedades vizinhas quando chove. Não havia uma manutenção desse tipo desde 2012”, disse.

Pedro Manoel Barroso, que tem uma chácara na região e frequenta o bairro há mais de 40 anos, disse que o trabalho vai beneficiar todos os moradores. “Fazia muito tempo que isso não era feito. Quando chovia, a água subia e invadia a estrada e propriedades no entorno”, afirmou.