Prefeitura intensifica ações de combate à dengue durante verão

Agentes vão percorrer casa a casa para orientar os moradores a doença

A Prefeitura de Valinhos intensificou as ações de combate à dengue no município antecipando-se ao período de maior incidência da doença, que é durante o verão. Várias medidas são desenvolvidas, como ampliar ações de controle de vetor, casa a casa, em pontos estratégicos, e acompanhar a Avaliação de Densidade Larvária no mês de janeiro, que é a avaliação dos níveis de infestação, em uma determinada área geográfica, do mosquito Aedes aegypti, transmissor das arboviroses, entre elas a dengue. Também continuarão sendo executadas as buscas ativas e orientação técnica para eliminação de criadouros.

A preocupação das autoridades é que janeiro e fevereiro são os meses de pico de infestação do mosquito por causa do calor e das chuvas frequentes, que contribuem para a formação de criadouros, proliferação de larvas e circulação do mosquito. O Aedes deposita seus ovos em água parada. Em 2018, Valinhos registrou um caso autóctone de Dengue (contraído na cidade). 

No último dia 10 de outubro, houve uma reunião com representantes dos departamentos de Vigilância Sanitária, Epidemiológica e Controle de Zoonoses dos municípios da Região Metropolitana de Cmapinas (RMC) sobre recursos financeiros do Fundo de Desenvolvimento Metropolitano (Fundocamp) para incrementar ações de combate e controle do Aedes aegypti na região. 

“O objetivo é a redução da infestação pelo Aedes aegypti e a morbidade das arboviroses. O recurso financeiro foi destinado para aquisição de quatro itens, telas para caixas de água, bags para acondicionamento de recicláveis, equipamento remoto de inspeção visual e kits de teste rápido. Estamos fazendo a cotação dos materiais para que cheguem o mais rápido possível”, disse a diretora da divisão de Zoonoses, da Secretaria de Saúde de Valinhos, Marli Aparecida da Silva. 

Segundo Marli, ações de controle e combate à dengue e arboviroses são realizados de forma contínua. Na fase de maior risco de infestação, nos meses quentes e de chuva, a equipe atua de forma centralizada, otimizando as ações. Este ano, a expectativa é de um verão mais chuvoso, o que pode potencializar a transmissão da dengue em toda a região. 

 

Uniforme

Para garantir maior segurança, os agentes que realizam vistorias de casa a casa precisam utilizar uniforme padrão, com brasão da Prefeitura de Valinhos, e crachá com foto. Essas visitas podem ser de duas maneiras. A intradomiciliar é feita dentro da residência e a peridomiciliar, nos quintais das casas. “O trabalho de casa a casa é de rotina, dura o ano todo. A intensificação já começou no fim do ano passado, período que antecede as chuvas”, disse o supervisor dos agentes de saúde, Nilcio Antonelo. Segundo ele, essa ação acontece em quatro ciclos ao ano. O primeiro começou no dia 1º de janeiro e vai até 30 de abril.

O também supervisor dos agentes de saúde, Cristiano Dias Venâncio, reforçou a importância dessas visitas. “A prevenção evita uma futura infestação. Nossos agentes de combate a endemias têm uma visão diferenciada,  identificam possíveis criadouros e, juntamente com o morador, vão eliminá-lo”, disse. Durante o mês de janeiro, os agentes estão retornando às residências que ficaram fechadas nos últimos meses. Essas visitas acontecem uma vez por semana, das 17h às 19h30.

A Secretaria de Obras e Serviços Públicos intensificou ações de limpeza da cidade para eliminar criadouros do Aedes. Os trabalhos incluem corte de mato das áreas públicas, notificação de proprietários de áreas particulares e limpeza de áreas de depósito irregular de entulhos, descartados pelos próprios moradores. 

 

A população precisa colaborar com atitudes do dia a dia que ajudam no combate à dengue, como:

- Mantenha bem tampado tonéis, caixas e barris de água

- Remova galhos e folhas de calhas
- Lave semanalmente com água e sabão tanques utilizados para armazenar água

- Coloque lixos em sacos plásticos em lixeiras fechadas

- Mantenha caixas d’agua bem fechadas

- Não deixe água acumulada sobre a laje

- Tampe os ralos da sua casa

- Limpe sempre a bandeja do ar condicionado

- Limpe regularmente piscina e a mantenha coberta quando não estiver usando

- Elimine pratos de vasos para que a água escorra livremente

- Tenha preferência por plantas que não acumulem água

- Não deixe material inservível ou brinquedos jogados ao relento

Para mais informações, entre em contato com o Centro de Combate às Endemias de Valinhos pelos telefones 3869-8409 e 3869-8655 ou com a Vigilância Epidemiológica através dos números 3829-5676, 3829-5681 e 3829-5680.

 

Confira a sequência dos bairros nos quais os agentes vão fazer as visitas: São Luiz, São Marcos, São Joaquim, Cond. Terras do Caribe, Santa Maria, Bosque dos Eucaliptos, Alto da Colina, Vila Vitoria, Vila Colega, Jurema, America II, Bairro das Nações, Cond. Chácara Flora, Cond. Zurich Dorf, Lausane, Alto da Boa Vista, Jd Maria Ilydia, Jd Horizonte, Mirante do Lenheiro, Jd São Francisco, Vila Santana, Celane, Vila São Sebastião, Vila Angeli, Centro, Vila Embaré, Vila Norma, Vila São José, Vila São Luiz, Vila Papelão, Jardim Paulista, Parque das Colinas, Ana Carolina, Água Nova, Parque Cocais, Centenário, Espírito Santo, Capuava, Jd Itapuã, Jd Paraíso, Jd Novo Mundo, Jd dos Manacás, Jd das Palmeiras, Fonte Nova, Pq Portugal, Jd Pinheiros, Resid. Paulista, Pq Santana, Colinas dos Pinheiros, Cond. Portal Jequitibá, Pq Monte Verde, Bom Retiro, Bom Retiro II, Palmares, Jd Ribeiro, Figueiras, Jd São Pedro, Jd Elisa, Cond. Maison Blanche, Cond. Moinho de Vento, Pq Valinhos, Jd Imperial, Vila São Cristovão, Jd America, Jd Imperial, Vila Independência, Av dos Esportes, Jd Primavera, Festa do Figo, Jd São Jorge, Vila Juliato, Jd Panorama, Vila Pagano, Apaga Fogo, Boa Esperança, Terra Nova, São Bento, Biquinha, Santo Antonio, Nova Suíça, Jd Recanto, Jd Paiquerê, Jd Lorena, Ponte Alta, Jd Pacaembu,  Cond. Itamabuca, Clube de Campo, Jd Maracanã, Morada do Sol, Jd Universo, Vale Verde e Itamaracá.

Veja vídeo:

https://youtu.be/bjw1kUx2j9E