Prevenção ao Câncer Bucal prossegue nas UBS's

    foto_cancer_bucalOs idosos que procurarem as UBS's (Unidades Básicas de Saúde) para tomar a vacina contra a gripe estão tendo também a oportunidade de fazer uma avaliação da boca com dentistas da rede municipal. A campanha iniciada nesta segunda-feira, dia 25, prossegue até o dia 13 de maio (confira programação). A ação é repetida anualmente e tem o objetivo de fazer a detecção precoce de câncer bucal, que é mais comum nesta faixa etária.

    A avaliação está sendo realizada em 12 UBS's (Unidade básica de Saúde), além do CAUE (Centro de Atendimento de Urgência e Especialidades) e do Centro de Convivência do Idoso, seguindo um cronograma próprio (confira abaixo). A atividade conta com o apoio da Fundação Oncocentro de São Paulo.

    Segundo a diretora do Departamento de Odontologia da Secretaria da Saúde, Patrícia Furlan Roncáglia, de todos os casos diagnosticados e registrados no Registro Hospitalar de Câncer, as neoplasias da cavidade oral ocupam o 5º lugar (9,0%) para os homens e o 8º lugar (1,8%) para as mulheres. "Estes números reforçam a preocupação da Secretaria da Saúde e do Departamento de Odontologia em identificar precocemente a doença, estimular o autoexame e principalmente possibilitar a melhora na qualidade de vida da população", salienta Patrícia.

    Na campanha de 2010, foram avaliados 946 idosos. Desses, 106 passaram por nova triagem e três casos deram positivos após a biópsia. Esses três pacientes foram encaminhados para o Hospital Municipal Mário Gatti, que possui o projeto Paim-Boca (Programa de Atenção Integral e Multiprofissional a Pacientes com Câncer de Boca) e referência para Valinhos em casos positivos.

    O Paim-Boca, financiado pelo Ministério da Saúde, visa a assistência, prevenção e reabilitação dos pacientes com câncer de boca e conta com uma equipe multiprofissional formada de cirurgião dentista, cirurgião de cabeça e pescoço, protesista buco-maxilo-facial, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, psicólogo, assistente social e nutricionista para atendimento a estes pacientes.

    A diretora do Departamento de Odontologia explica que os fatores de risco para desenvolver a doença são: álcool, fumo, sol excessivo, má higiene oral, próteses dentárias mal-adaptadas, dentes fraturados e herpes tipo I. Ela destaca que mesmo que os idosos não possuam dentes, é importante uma avaliação de toda a mucosa bucal (língua, gengivas, bochechas e palato) para saber se estão em condições de normalidade.

    "O paciente deve sempre fazer o autoexame da boca e procurar o dentista em casos de feridas, bolinhas, manchas brancas ou avermelhadas que não desaparecem após 15 dias.

    O diagnóstico precoce é muito importante para a cura da doença", alerta Patrícia, ressaltando que a busca ativa de câncer de boca também é realizada rotineiramente nos atendimentos odontológicos da rede municipal.

 

UBS Bom Retiro : 29/04, 4/05 e 6/05

UBS Maracanã : 2/05, 3/05 e 5/05

UBS Capuava : 29/4, 2/05 e 5/05

UBS Reforma Agrária : 29/04 e 5/05

UBS Macuco : 3/05

UBS Jurema : 3/05 e 5/05

UBS São Marcos : 2/05 e 5/05

UBS Central : 29/04, 3/05, 5/05

UBS Pinheiros: 3/05, e 6/05

UBS V Santana : 3/05 e 5/05

UBS São Bento : 4/05

UBS Santo Antonio: 29/04, 2/05, 4/05 e 6/05

CAUE: 30/04

 

Centro de Convivência do Idoso 20/05 às 14:00 horas- Palestra e avaliação

 

OBS: Devido à UBS Imperial estar em reforma, os interessados serão direcionados às UBSs Santo Antonio e Maracanã.