Saúde divulga medidas de combate ao coronavírus

Ações como evitar aglomerações são importantes para afastar risco de contaminação

A Vigilância Epidemiológica de Valinhos divulgou uma série de medidas de prevenção ao coronavírus para todos os moradores da cidade. As medidas buscam conter o avanço da doença, que já tem registros de transmissão interna no Brasil. São ações simples, mas de grande relevância no combate à doença.

Valinhos tem 14 casos em investigação, aguardando exame, e sete casos descartados. Entre os registros notificados estão 12 moradores da cidade, cinco de Vinhedo, dois de Sumaré, um de Paulínia e um de Campinas.

“Ações simples, como lavar as mãos e evitar aglomerações, podem contribuir muito para afastar o risco de contaminação e para o enfrentamento da doença”, disse a diretora de Saúde Coletiva de Valinhos, Cláudia Maria dos Santos.

Cláudia explicou que a rede de saúde de Valinhos tem se preparado para um eventual surto da doença na cidade, com todos os setores trabalhando de forma organizada, mas a população é fundamental para ajudar no enfrentamento ao coronavírus. Ela explicou que as medidas devem ser adotadas desde já e ainda não há prazo para serem revogadas.

“O pico da doença no Brasil pode acontecer em 20 dias, mas pode acontecer em dois meses. Estamos entrando no inverno, que acaba apenas em setembro e é o período mais crítico para as doenças respiratórias. Temos de nos manter alertas”, disse a diretora.

Cláudia, alegou, entretanto, que não há motivo para pânico. O coronavírus, que se parece com uma gripe, tem sintomas brandos na maioria dos casos. Os moradores em maior risco são os que têm doenças respiratórias e imunodepressão.

No casos de sintomas leves, a recuperação é em casa, afastado de lugares públicos e de parentes em situação de risco prévio. As pessoas devem procurar atendimento em unidades de saúde em casos mais graves, como nos quadros de febre alta e dificuldades respiratórias.

Valinhos realiza a partir do dia 23 a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, antecipada pelo Ministério da Saúde este ano por causa do coronavírus. A Vigilância Municipal aguarda o informe técnico da Secretaria Estadual de Saúde, que vai definir como será a vacinação em todo o Estado de São Paulo.

 

Medidas de prevenção ao coronavírus

Recomendações para a população em geral:

 

-Não frequentar lugares com aglomeração

-Evitar eventos culturais, sociais e religiosos

-Suspender reuniões, festas e eventos comemorativos com grande número de pessoas

-Dar preferência a reuniões de trabalho virtuais e home office

-Evitar viagens em transporte público

- Lavar frequentemente as mãos com água e sabão por 20 segundos ou usar álcool em gel a 70%

- Cobrir nariz e boca com o braço ou com lenço descartável ao espirrar ou tossir

- Evitar tocar olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas

- Manter ambientes bem ventilados

- Não compartilhar objetos pessoais, como talheres, toalhas, pratos e copos

 

Recomendações para idosos:

-Não frequentar lugares com aglomeração

-Evitar frequentar locais públicos como shoppings, supermercados, bancos etc. Se for necessário, escolher dias e horários de menor movimento

-Não utilizar transporte público, exceto em casos de extrema necessidade

-Evitar frequentar serviços de saúde sem extrema necessidade, a fim de evitar contato com outras pessoas doentes

- Lavar frequentemente as mãos com água e sabão por 20 segundos ou usar álcool em gel a 70%

- Cobrir nariz e boca com o braço ou com lenço descartável ao espirrar ou tossir

- Evitar tocar olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas

- Manter ambientes bem ventilados

- Não compartilhar objetos pessoais, como talheres, toalhas, pratos e copos

 

Observações

-O coronavírus é uma gripe e na grande maioria dos casos os sintomas são brandos

-As pessoas só devem procurar atendimento em unidades de saúde em casos mais graves, como nos quadros de febre alta e dificuldades respiratórias

-Como não há remédio para tratamento, as pessoas devem se recuperar em casa, como em uma gripe comum, evitando ir a locais públicos

-Nos casos mais graves, ao procurar atendimento na rede de saúde, o paciente deve utilizar máscara facial para evitar riscos de contágio

 

13/03/2020