Teste rápido confirma covid-19 em 21% dos pacientes

Testagem foi feita em 19 pacientes do grupo prioritário e quatro tiveram resultado positivo

A Secretaria de Saúde de Valinhos registrou quatro casos confirmados de coronavírus entre os 19 pacientes que fizeram o teste rápido na UBS do Jardim Paraíso desde segunda-feira até o fim da tarde de quarta-feira. O número de positivos equivale a 21% dos pacientes.

Os pacientes confirmados com covid-19 são três idosos e um profissional de segurança pública. A testagem é realizada para moradores do município que estejam no grupo prioritário, formado por pessoas que apresentem os sintomas da doença, acima de 60 anos, profissionais da saúde e segurança e seus familiares que residem juntos.

Os testes são aplicados na UBS do Jardim Paraíso (Rua das Acácias, s/nº), das 8h30 às 13 horas, mediante solicitação médica. De acordo com o enfermeiro da Vigilância Epidemiológica, André Vansan Silva, que monitora as notificações, nenhum dos quatro casos positivos passou por internação.

Uma paciente confirmada tem 60 anos foi encaminhada para o teste pela própria Secretaria da Saúde. Ela apresentou os sintomas como tosse, febre, falta de olfato e de paladar após ter contato com o marido, de 59 anos, que contraiu o vírus possivelmente na Holanda, onde esteve em março. Ele ficou internado por um dia.  

Também foram confirmados no teste rápido dois idosos, de 89 anos. Eles apresentaram desconforto respiratório, tosse e febre há cerca de 8 dias e passam bem. O quarto caso é de um servidor da área de segurança, de 37 anos, que apresentou sintomas como febre, tosse e dor de garganta.

“Todos os casos que deram positivos a partir dos testes rápidos passarão a ser monitorados pela Vigilância Epidemiológica. As quatro pessoas com a confirmação da doença estão em isolamento em suas residências e fazemos contatos frequentes com elas”, explicou o enfermeiro.

Testagem

A cidade recebeu 1.120 testes do Ministério da Saúde para ampliar a testagem e aumentar a capacidade de notificação da Covid-19. O exame é feito com uma amostra de sangue e a precisão é próxima de 100%. O resultado fica pronto entre 15 e 30 minutos.

"Os testes devem ser aplicados em pessoas cujos sintomas compatíveis com síndrome gripal tenham se iniciado há pelo menos oito dias. Nos casos de profissionais de saúde e segurança pública, solicita-se que a pessoa esteja há 72 horas assintomático", informou a diretora do departamento de Saúde Coletiva, Claudia Maria dos Santos.

Segundo ela, o resultado positivo indica a presença de anticorpos contra o Sars-Cov-2, o que significa que houve exposição do indivíduo ao vírus.

Público alvo

- Moradores com 60 anos ou mais

- Profissionais da saúde em atividade na Atenção Primária à Saúde (APS), hospitais, prontos-socorros e unidades de pronto-atendimento (UPA)

- Profissionais de segurança pública em atividade

- Familiares desses trabalhadores que residem no mesmo domicílio e apresentem sintomas de doença respiratória

 

14/05/2020