Vacinação contra gripe começa nesta 4ª e segue até 31 de maio

Campanha começa nesta quarta (10) e profissionais atualizaram informações técnicas

A 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza deste ano começa nesta quarta-feira (10 de abril) e segue até 31 de maio.

O Dia D de vacinação será no dia 4 de maio, quando parte das Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Valinhos estará aberta durante o sábado para realizar especificamente a imunização contra a gripe. 
 
A campanha é voltada para pessoas com 60 anos ou mais, crianças de 6 meses até 6 anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), trabalhadores da saúde, professores de escolas públicas e particulares, povos indígenas, grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.
 
A programação deste ano foi dividida em dois períodos. De 10 a 19 de abril, a vacinação é voltada às crianças de 6 meses até 6 anos, gestantes e puérperas. De 22 de abril a 31 de maio, serão vacinados todos os grupos prioritários da campanha.
 
No ano passado, a cobertura total da campanha em Valinhos foi 82,14% e a meta neste ano é chegar a 90% de cobertura vacinal para os grupos prioritários.

Treinamento

A Prefeitura de Valinhos promoveu na última terça-feira (9) um treinamento sobre a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza para profissionais da Rede Municipal da Saúde. A palestra foi realizada pelo Departamento de Saúde Coletiva, através da Divisão de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal da Saúde, no Centro de Estudo e Treinamento em Saúde (CETS), para que os profissionais possam se atualizar sobre informações técnicas da campanha, que começa nesta quarta (10).
 
A enfermeira Priscila Botter, responsável técnica do Programa de Imunização de Valinhos, ministrou o curso para técnicos, auxiliares e enfermeiros das Unidades Básicas de Saúde (UBSs), da Santa Casa de Valinhos e do Hospital Galileo. 
 
“O curso é uma atualização técnica para os nossos profissionais e objetivo da Campanha é reduzirmos as complicações, internações e morbidades decorrentes das infecções pelo vírus de Influenza, além da atualização da situação vacinal de crianças, gestantes e puérperas”, disse a diretora de Divisão de Vigilância Epidemiológica, Claudia Maria dos Santos. 
 
Claudia reforçou a importância de os moradores dos grupos prioritários procurarem a unidade mais próxima para realizar a vacinação. “É de extrema importância que os grupos prioritários sejam vacinados. Sempre bom alertar que a vacina não causa a gripe, pois é com vírus inativados, então, não é preciso se preocupar”, afirmou.
 
Em 2018, houve sete casos de Influenza registrados em Valinhos, sendo três causados pela influenza AH3, um pelo vírus sincicial respiratório e três casos por vírus H1N1, com dois óbitos, sendo que os pacientes estavam dentro da faixa etária para receber a vacina, mas não tomaram a dose. Neste ano, nenhum caso de gripe foi notificado na cidade.
 
09/04/2019