Valinhos assina carta pelo fortalecimento das GCMs

Corporações tiveram papel importante no desfecho do roubo em Viracopos

Representantes de Valinhos e das demais cidades da Região Metropolitana de Campinas (RMC) assinaram a Carta de Campinas Viracopos, em reunião do Conselho de Secretários Municipais de Segurança Pública do Estado de São Paulo, na sexta-feira (1º). O documento lista as principais reivindicações do setor de segurança após o roubo do aeroporto, ocorrido em outubro. A carta será destinada ao presidente, Jair Bolsonaro, e ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro.             

Compareceram ao encontro os secretários de Segurança Pública da RMC e o comando das Guardas Civis Municipais (GCMs). O objetivo da carta é o fortalecimento das corporações da região, já que sua participação, em conjunto com as forças de segurança estaduais, foi considerada positiva no desfecho do roubo do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas.

“Não há mais como ignorar o fato de que a Guarda Civil Municipal é parte essencial na engrenagem da atuação das forças de Segurança Pública. Todos os dias, sem exceções, nas centenas de cidades brasileiras que contam com Guardas Municipais, são presos traficantes, homicidas e ladrões; são recuperados veículos e cargas furtadas e roubadas; são apreendidos os mais diversos tipos de entorpecentes. As Guardas Municipais pacificam nossas comunidades”, pontua um trecho da carta.

Segundo o secretário de Segurança Pública e Cidadania de Valinhos, coronel Carlos Roberto Prestes, é necessário reconhecer a prestação de serviços das corporações na manutenção da segurança das cidades. “Não se pode falar em Segurança Pública sem a presença das Guardas Municipais”, destacaram os secretários de Segurança Pública presentes no encontro. Prestes esteve acompanhado do comandante da GCM de Valinhos, Sidnei Aureliano. Realizada em Campinas, a reunião serviu ainda para debater outros temas relevantes às corporações.

 

07/11/2019