Valinhos é uma das 5 do Estado com 0% de homicídios

Valinhos é um dos cinco municípios do Estado de São Paulo com mais de 100 mil habitantes que não tiveram nenhum homicídio nestes três primeiros meses. O município, cuja Fundação Seade (Sistema Estadual de Análise de Dados) aponta uma projeção de 105.728 habitantes até julho de 2010, zerou o crime em comparação ao primeiro trimestre de 2009 quando foram registrados 2 casos. No ranking, Valinhos é uma das três cidades do interior que tiveram redução de 100% no crime, juntamente com Botucatu e Araraquara. São Caetano do Sul e Jandira, na grande São Paulo, são os dois outros municípios. Os dados são com base da compilação das estatísticas de crimes divulgadas no último dia 30 de abril, sexta-feira, pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo com as projeções da população fornecidas pelo Seade.
O delegado titular do município, Humberto Parro Neto, vê com bom olhos a redução do índice de homicídios neste primeiro trimestre, embora não possa garantir que os números continuem em tendência de queda nos próximos trimestres. “Não se pode afirmar, com base neste primeiro trimestre, que haverá menos homicídios ao longo deste ano todo, do que em 2009, quando foram registrados no total oito casos. Mas, sem dúvida, a não ocorrência já nestes três primeiros meses é muito positiva. Posso sim garantir que todos os esforços estão sendo feitos para evitar o aumento da incidência criminal no município com os recursos do Estado e da Prefeitura, que apoia na segurança pública com a Guarda Civil Municipal”, diz o delegado. Segundo ele, entre os oito homicídios de 2009, dois provavelmente tiveram como motivação o tráfico de drogas e um foi briga de bar. “Também teve caso de desentendimento entre marido e mulher e outro provável de disputa de quadrilhas de assaltantes”, conta.

Queda geral
De acordo com o secretário de Defesa do Cidadão da Prefeitura, Ruyrillo Pedro de Magalhães, além da redução a zero do número de homicídios, Valinhos teve diminuição em todos os demais crimes que também mais afetam a população em geral em comparação o mesmo período de 2009, como o roubo de veículos que apresentou queda de 36,73% ao serem registradas 31 ocorrências nestes três primeiros meses e 49 em 2009, e o furto de veículos com diminuição de 21,43%. Neste caso, foram 98 registros no ano passado e 77 este ano. Os roubos em geral apresentaram redução de 5,7%, sendo que em 2009 foram 70 ocorrências contra 66 de janeiro a março último. Os furtos em geral também diminuíram de 265 para 260, um índice de redução de 1,89%.
Para o secretário Ruyrillo, a redução no número das ocorrências é reflexo de vários fatores. Ele ressalta que um deles é fruto da integração do macrosistema de segurança pública em Valinhos, que envolve a Guarda Civil Municipal, Polícia Militar, Polícia Civil, Ministério Público e Magistratura, defendida desde 2005 pelo prefeito Marcos José da Silva que apoia e incentiva esta união no combate à criminalidade e solução dos casos. Outro fator, conforme destaca o secretário, é o incentivo às denúncias anônimas, fundamentais na opinião dele para o trabalho de prevenção e repressão da criminalidade.
“Estas reduções também se devem às ações sócioeducativas implantadas pela administração municipal nestes quase seis anos nas áreas de Educação, Saúde, Social e Urbanismo, além da operação Bar Legal em parceria com a PM visando a antecipação a eventuais problemas de segurança que podem ser causados, entre outras coisas, pelo consumo de bebidas alcoólicas”, diz Ruyrillo. Ele explica que na operação são feitas abordagens de pessoas para verificação de documentos, porte de armas e de drogas, procurados pela Justiça. Já fiscais da Secretaria da Fazenda verificam a parte burocrática de funcionamento e a legalidade dos bares e a da Secretaria da Saúde, por meio da Vigilância Sanitária, conferem as condições de higiene dos estabelecimentos, alimentos, entre outros itens.
O secretário diz ainda que a administração do prefeito Marcos tem desde 2005 contribuído com a segurança pública ao investir na infraestrutura da Guarda e na corporação, como a correção dos salários, compra de motos e viaturas, equipamentos e uniformes, capacitações e em redes de informação como a Infoseg (Rede de Integração Nacional de Informação de Segurança Pública, Justiça e Fiscalização), a qual Valinhos foi uma das primeiras a adotar o sistema na RMC (Região Metropolitana de Campinas), e passará a ter acesso em breve ao Infocrim (Sistema de Informações de Ocorrências Criminais) da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo.