Valinhos registra índice de 54% de isolamento no sábado

No mês de abril, o maior índice foi registrado no domingo, dia 5, de 61%, e o menor no dia 23, de 48%

A taxa de Isolamento Social em Valinhos chegou a 54% no sábado (25) de acordo com o Sistema de Monitoramento Inteligente (SIMI-SP) do Governo de São Paulo. O percentual subiu 6 pontos em relação aos dias 22, 23 e 24, que apontaram taxa de 48% de isolamento entre os valinhenses.

Desde o decreto da quarentena no Estado de São Paulo, no dia 22 de março, o isolamento social foi registrando gradativa adesão dos valinhenses. A média é de 54% de adesão no período.

Antes da quarentena, no dia 12 de março, apenas 29% dos valinhenses se mantinham em casa. No primeiro dia da quarentena, dia 22, o índice dobrou, chegando a 58%.

No mês de abril, o maior índice foi registrado no domingo, dia 5, de 61%, e o menor no dia 23, quando a taxa caiu 10 pontos em relação ao feriado de Tiradentes (21), ficando em 48%.

De acordo com os números apresentados pelo Sistema de Monitoramento Inteligente, a adesão dos valinhenses é maior aos fins de semana, em torno dos 60%.

Nos dias 28 e 29, de março foi de 59% e 61%, respectivamente. Nos dias 4 e 5 de abril, 61%e 60%; nos dias 11 e 12, 55% e 59%; no final de semana passado, dias 18 e 19, e no feriado prolongado, dias 20 e 21, os índices registrados foram de 54%, 60%, 51% e 58% respectivamente.

Na Região Metropolitana de Campinas (RMC), Vinhedo é a cidade que apresentou a maior taxa de isolamento, com 57% da população em casa no último dia 24, Hortolândia vem na sequência com 55%, Campinas e Indaiatuba registraram 52% de isolamento, Americana e Sumaré tiveram 50% e Itatiba 48%.

De acordo com o Coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, o médico infectologista David Uip, a adesão ideal para controlar a disseminação da COVID-19 é de 70%. Segundo ele, se a taxa continuar baixa, o número de leitos disponíveis no sistema de saúde não será suficiente para atender a população.

A central de inteligência analisa os dados de telefonia móvel para indicar tendências de deslocamento e apontar a eficácia das medidas de isolamento social. Com isso, é possível apontar em quais regiões a adesão à quarentena é maior e em quais as campanhas de conscientização precisam ser intensificadas, inclusive com apoio das prefeituras.

No momento, há acesso a dados referentes a 104 cidades maiores de 70 mil habitantes, que podem ser consultados no link https://www.saopaulo.sp.gov.br/coronavirus/isolamento. O sistema é atualizado diariamente.

O SIMI-SP é viabilizado por acordo com as operadoras de telefonia Vivo, Claro, Oi e TIM para que o Governo de São Paulo possa consultar informações sobre deslocamento no Estado. As informações são aglutinadas e anônimas, sem desrespeitar a privacidade de cada usuário. Os dados de georreferenciamento servem para aprimorar as medidas de isolamento social para enfrentamento ao coronavírus.

 

27/04/2020