Valinhos tem 184,9 milímetros de chuvas em apenas três dias

Equipes de diferentes órgãos públicos se mobilizaram para atender às áreas afetadas

As chuvas fortes que atingem Valinhos desde a tarde de sexta-feira (4) provocaram inundação em vários pontos da cidade, ao menos uma queda de barreira no bairro Vale Verde e derrubaram parte do muro de um condomínio. Famílias do bairro Pinheirinho, considerada área de risco, tiveram suas casas invadidas pela água. A Prefeitura ofereceu abrigo às 27 famílias afetadas, atendidas uma a uma, mas elas optaram por permanecer nas casas e apenas uma delas passou a noite na casa de um vizinho.

Equipes da Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, secretarias de Assistência Social, Obras, Guarda Municipal e Departamento de Águas e Esgotos de Valinhos (Daev) foram acionadas imediamente para atender os moradores do bairro e trabalharam sem descanso madrugada adentro. Caminhões do Daev fizeram a limpeza dos imóveis e da região até 3h de sábado. As equipes levaram água potável, alimentos e kits de limpeza para os moradores. A Defesa Civil fez uma varredutra no local e não foi necessário interditar nenhum imóvel, segundo o diretor da Defesa Civil de Valinhos, Eduardo Matias.

Não há registos de feridos diretamente pela intempérie. Em 24 horas, entre 7h de sexta e 7h de sábado, choveu 88,9 milmetros, uma quantidade atípica de chuva, lembrando que o Estado de Atenção é decretado quando há 80 milmetros de chuva no acumulado de três dias. Nos últimos três dias em Valinhos, foram registrados 184,9 milímetros de chuva. A cidade permanece em Estado de Atenção, assim como outras 20 cidades da região. 

“É uma quantidade muito grande de chuva em muito pouco tempo. É atípico. Nenhuma cidade, por melhor estruturada que esteja, tem condições de suportar essa quantidade de água”, afirmou Matias. As fortes chuvas provocaram transtornos e inundaçãoes também em cidades da região, como Campinas, Americana, Indaiatuba, Satna Bárbara d'Oeste, Monte Mor, Vinhedo e Louveira. Em Vinhedo e Louveira, foram registradas inundações em todo o curso de água que deságua no Ribeirão Pinheiros, em Valinhos.

Em Valinhos, inundações foram registradas nas avenidas Imigrantes, Invernada, Paulista, do Estado, nas ruas Dr. Antonio B. Ferraz, Rosa Belmiro Ramos, Professor Ataliba Nogueira, no bairro Pinheirinho, na Praça da Bíblia e na rotatória do Bom Retiro. Houve queda de parte do muro do condomínio Sans Souci e queda de barreira na Rua Alcindo Marcon, no Vale Verde.

As inundações atingiram veículos e interromperam o trânsito na noite de sexta-feira. Sábado de manhã as vias já haviam sido liberadas pelas equipes mobilizadas no atendimento às ocorrências das chuvas. Segundo Matias, uma pessoa feriu o pé no Pinheirinho em meio à inundação, foi levada à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Valinhos, atendida e liberada em seguida.

A Defesa Civil percorreu, ainda na noite de sexta-feira, os bairros Parque Portugal e Bosque dos Eucaliptos, áreas de risco do município, mas os locais não registraram nenhum problema decorrente das chuvas. “Estavam íntegros”, explicou Matias.

O secretário de Obras, Gerson Segato, disse que equipes da Secretaria fazem regularmente a limpeza de bueiros em toda a cidade, como ação preventiva para evitar acúmulo de água, principalmente em áreas e bairros às margens do Ribeirão Pinheiros, no período de chuvas. “Estamos intensificando esse trabalho. Nossas equipes estão nas ruas verificando e limpando as áreas afetadas pelo temporal de sexta”, afirmou. A limpeza continua sendo feita nos próximos dias. 

O prefeito Orestes Previtale disse que equipes de diferentes órgãos municipais estão agindo de maneira coordenada para atender os moradores e promover a limpeza da cidade. “Estamos passando por um verão de muitas chuvas intensas. Estamos trabalhando preventivamente e também estamos mobilizados para cuidar da nossa cidade. Nossas equipes trabalharam incessantemente nesta madrugada e continuam trabalhando”, alegou. Desde o início de dezembro, Valinhos conta com a Operação Verão, articulação de diferentes secretarias para fazer frente às intempéries desta época do ano.

“A resposta aos efeitos da chuva de sexta foi muito rápida. Nossos secretários e servidores atenderam logo aos casos urgentes para minimizar os impactos às famílias, como no Pinheirinho, onde as equipes já iniciaram a limpeza do local assim que a água baixou. A desobstrução das vias afestadas também teve início rapidamente, ainda na noite de sexta-feiira. É uma situação que nenhum município quer enfrentar, mas estamos preparados”, afirmou.

 

Pinheirinho

Na manhã de ontem, equipes da Prefeitura estiveram no Pinheirinho para cadastrar os moradores afetados. Colchões e beliches estão disponibilizados no Ginásio de Esportes do Bom Retiro para receber as famílias. O local com com instalações sanitárias. Funcionários da Secretaria de Esportes estiveram logo cedo no ginásio fazendo limpeza e adequações para que as famílias possam ser abrigadas. Até o início da tarde, nenhuma família havia solicitado abrigo.

Na manhã de sábado, os moradores do Pinheirinho receberam cestas básicas, água potável, lanches, marmitas para o almoço, kits de limpeza. Uma comissão de moradores do local vai à Prefeitura na próxima semana para discutir medidas a serem adotadas.

 

05/01/2019