Vigilância Sanitária e GCM fecham 20 lojas em fiscalização

Estabelecimentos não essenciais descumpriram decretos e abriram as portas no sábado

A Vigilância Sanitária e a Guarda Civil Municipal de Valinhos têm realizado continuamente fiscalizações na cidade. No sábado, véspera do Dia das Mães, 20 lojas foram fechadas porque descumpriram os decretos Estadual e Municipal, sobre a quarentena e o fechamento dos comércios não essenciais durante o enfrentamento ao coronavírus.

A fiscalização foi realizada novamente no domingo (10), na segunda-feira (11) e nesta terça-feira (12), sem flagrantes. No sábado, a Vigilância recebeu diversas denúncias de moradores, inclusive pelo sistema eOuve e o 156, e fiscalizou lojas de vários segmentos, como calçados, roupas e celulares.  Todos os estabelecimentos que não mantêm atividades essenciais foram fechados.

“Temos trabalhado intensamente, todos os dias, atendendo denúncias que chegam para nós. As ações são sempre fundamentadas na orientação, pois neste momento não estamos aplicando multa, apenas fechando o local”, explicou o coordenador de Fiscalização Sanitária, Francisco Souza.

De acordo com Souza, as reclamações variam bastante, desde denúncias de atendimentos essenciais que não adotam medidas corretas de distanciamento social e uso de máscara até as atividades que não são essenciais e estão funcionando.

O coordenador explicou as denúncias estão sendo apuradas e as ações serão intensificadas para o cumprimento do Decreto Estadual e Municipal.

 “A população e os responsáveis pelos estabelecimentos comerciais devem ter consciência da importância do seu papel no cumprimento das normas e das regulamentações sanitárias estabelecidas para prevenir a proliferação do coronavírus e proteger vidas”, enfatizou Francisco.

As denúncias podem ser realizadas pelo 156, pelo e-Ouve, no site ou aplicativo de celular, pelos telefones da Vigilância,  3829-5685 e 3829-5682, das 8h30 às 14h, e pelo e-mail vigilanciasanitaria@valinhos.sp.gov.br.

 

12/05/2020