Valinhos ganhará Farmácia Popular dia 24

A área da Saúde de Valinhos ganhará mais um importante reforço. Será inaugurado no próximo dia 24, quinta-feira, às 10 horas, a primeira Farmácia Popular do município. A unidade foi implantada em parceria com o Governo Federal e atenderá a todas as pessoas indistintamente, que poderão comprar os mais diversos tipos de medicamentos a preço de custo. Segundo o Ministério da Saúde, em alguns casos o desconto chega a cerca de 90% do valor cobrado nas farmácias convencionais. A Farmácia Popular está instalada na Rua José Milani, 155, a poucos metros da Matriz de São Sebastião. O local foi escolhido por ser amplo e  estar próximo ao CAUE (Centro de Atendimento de Urgências e Especialidades) e à Rodoviária.

Essa é mais uma importante conquista para a área da Saúde em nossa cidade. Com a Farmácia Popular as pessoas poderão ter acesso a medicamentos de uso continuado a preços baixíssimos em comparação com farmácias convencionais, o que pode evitar a interrupção no tratamento. Esse projeto é para reduzir o impacto no orçamento familiar causado pela compra de remédios e também busca diminuir os gastos do SUS com as internações que são provocadas pelo abandono do tratamento.

Todo o processo de implantação da farmácia ficou por conta da Fundação Oswaldo Cruz e do Ministério da Saúde, desde a montagem da infraestrutura até a realização de um curso de capacitação para os funcionários.



Comparação
O secretário da Saúde, Luiz Carlos Fustinoni, exemplifica que na Farmácia Popular o paciente  encontrará medicamentos como o antihipertensivo Enalapril, de 20mg, por R$ 0,06 o comprimido, enquanto na farmácia convencional ele custa cerca de R$ 0,91. A diferença é de R$ 0,85 por comprimido, ou seja, 93,40% a menos.

Segundo Fustinoni, a Farmácia Popular se somará ao CAFFI (Centro de Atendimento Farmacêutico e Fisioterápico), criado em 2006, no que se refere ao quesito medicamentos. “No CAFFI as pessoas retiram os medicamentos da cesta básica, gratuitamente. Com a Farmácia Popular, elas poderão comprar inclusive outros tipos de medicamentos a custos baixíssimos”, avaliou o secretário.

A unidade funcionará de segunda a sexta-feira, das 8 às 18 horas, e aos sábados, das 8 às 12 horas. O atendimento será realizado por farmacêuticos e profissionais qualificados para orientar sobre os cuidados com a saúde e uso correto dos medicamentos. Para a aquisição, só será necessário apresentar receita médica ou odontológica, CPF e documento com foto. O programa atenderá a toda a população, independentemente do perfil sócioeconômico.



Farmácia Popular
O programa Farmácia Popular do Brasil foi criado em 2004 para ampliar o acesso aos medicamentos essenciais. Por meio das unidades próprias, esses produtos são dispensados a preço de custo ao cidadão. Na lista da Farmácia Popular constam cerca de 110 itens para as doenças mais comuns na população brasileira, dentre eles analgésicos, antihipertensivos, medicamentos para diabetes, colesterol, gastrite entre outros, etc. Hoje no país já são mais de 500 farmácias unidades próprias em 402 municípios, que fazem uma média de 950 mil atendimentos por mês. Todas são implantadas por meio de uma parceria do Ministério da Saúde e da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), órgão do Ministério e executor do programa, com Estados e Municípios e instituições filantrópicas.