Projeto "Praça Segura" alcança resultados positivos na prevenção à criminalidade

pracas policiaDentre as ações preventivas da Guarda Civil Municipal de Valinhos, o recém-criado projeto "Praça Segura" já apresenta resultados expressivos. Por meio da intensificação do patrulhamento - aumento de 30% no número de rondas - tem aumentado significativamente a quantidade de abordagens a suspeitos de atos ilícitos em praças públicas. A informação é do secretário de Defesa do Cidadão, dr. Ederson Marcelo Valêncio.

Segundo o secretário, o novo projeto faz parte das políticas de segurança pública traçadas pelo prefeito Clayton Machado e foi formatado também com sugestões dos guardas municipais, que passaram a ser ouvidos pela Administração Municipal. "Foram os próprios guardas que escolheram o nome 'Praça Segura' com o propósito de garantir tranquilidade às famílias que encontram nas praças importantes espaços de lazer", explica.

O patrulhamento conta com as equipes da ROMU – Ronda Ostensiva Municipal – e até mesmo do PAE – Patrulhamento Amigo da Escola – e é feito principalmente à noite. "Os guardas ficam atentos a qualquer suspeita de tráfico e uso de drogas e todos os demais atos ilícitos, incluindo até mesmo ações que inibam a utilização de equipamentos de som com volume alto em veículos estacionados nos arredores das praças, infração que representa perturbação do sossego público", informa o dr. Ederson Valêncio.

"Neste último caso o trabalho de fiscalização é feito com o uso de decibelímetro e o infrator poderá ser enquadrado no Código de Posturas do município e receber multa de até R$ 2.440,00, o equivalente a 20 UFMV – Unidade Fiscal do Município de Valinhos", conta o secretário de Defesa do Cidadão. O projeto "Praça Segura" também é desenvolvido durante o dia e ainda recebe denúncias pelo telefone 153.

 

policias pracas 2Registros - São vários os exemplos de sucesso registrados pelo projeto "Praça Segura". No último dia 5, por exemplo, um adolescente de 16 anos foi detido na Praça Washington Luiz durante a ação da Guarda Civil, por volta das 15 horas. Ele portava substâncias semelhantes à maconha, foi encaminhado à Delegacia de Polícia, indiciado por porte de drogas e colocado à disposição da Justiça e Conselho Tutelar.

Também no dia 5, por volta das 19 horas, um outro menor foi detido pela CGM na Praça Amélio Borin, do Jardim Paraíso, portando também substância semelhante à maconha. No mesmo local ainda foi abordado um homem suspeito de corrupção de menores. Este último não portava habilitação e nem o documento obrigatório da motocicleta que conduzia. O veículo foi recolhido.

Já no dia 31 de maio, a Guarda Civil de Valinhos registrou mais três prisões em praças diferentes, porém no mesmo horário, às 22 horas: na Praça "Brasil 500 Anos, no Centro, um jovem de 23 anos e na Praça do Jardim Centenário, um jovem de 19 anos. Ambos foram detidos por porte de drogas. Com eles, respectivamente, os guardas encontraram substâncias semelhantes a maconha e frascos contendo produto semelhante à cocaína. Outro homem que estava também no local acabou sendo detido por ser procurado pela Justiça, com mandado de prisão por roubo à mão armada.

 

policias pracas 3Escolas – A Guarda Civil Municipal também tem intensificado o patrulhamento nas regiões das escolas por meio das equipes do PAE (Patrulheiro Amigo da Escola) e do Patrulhamento Preventivo. Esta última, inclusive realizou na noite desta quarta-feira, dia 12, uma ação preventiva no entorno da EMEB (Escola Municipal de Ensino Básico) Cecília Meirelles, do Jardim Paraíso, onde no período noturno há aulas do projeto EJA (Educação de Jovens e Adultos), após denúncias anônimas de que nesta região estava ocorrendo tráfico de drogas.

Na operação, dois adolescentes acabaram detidos. Um deles estava portando um canivete, considerado porte ilegal de arma, e o outro uma porção de substância semelhante à maconha. Ambos foram levados à Delegacia de Polícia para as providências cabíveis.