Enchentes: Fundo e Defesa Civil arrecadam donativos

O Fundo Social de Solidariedade e a Defesa Civil de Valinhos, órgãos ligados à Prefeitura, iniciam no próximo dia 5 de julho, segunda-feira, uma campanha de arrecadação de donativos em prol das vítimas das enchentes nos estados de Alagoas e Pernambuco, no nordeste do País. A campanha foi desencadeada a pedido do prefeito Marcos José da Silva em apoio aos municípios atingidos e contará com voluntários do Fundo e do Corpo de Voluntários e Agentes Mirins da Defesa Civil, que atuarão no recebimento, triagem e separação das doações.
De acordo com o diretor do Departamento de Coordenadoria de Defesa Civil, da Secretaria de Defesa do Cidadão, Eduardo Matias, a comunidade poderá entregar os donativos no CACC (Centro de Artes, Cultura e Comércio) “Adoniran Barbosa”. Serão aceitas somente cestas básicas de alimentos, água potável e produtos de higiene e limpeza (não serão aceitas roupas, calçados ou alimentos perecíveis). As doações podem ser entregues das 8 às 16 horas, até o próximo dia 9. Informações podem ser obtidas junto à Defesa Civil pelo telefone 3859-2055 ou no Fundo Social, pelo telefone 3871-2988.

Parcerias
“Fechamos uma parceria com a Defesa Civil do município de São Paulo para agilizar o transporte das cargas aos seus destinos. Tudo o que for arrecadado em Valinhos será transportado daqui por empresas do ramo voluntárias até a sede da Defesa Civil da capital. Temos a informação de que os donativos seguirão juntamente com o que está sendo arrecadado pelo município de São Paulo de avião”, informa Matias.
O diretor ressalta ainda que o município de Valinhos espera contribuir com os estados atingidos pelas enchentes no Nordeste a exemplo da campanha SOS Santa Catarina. “Naquela campanha promovida pela administração municipal, no final de 2008, houve uma bonita demonstração do quanto a comunidade valinhense tem espírito solidário e de voluntariado. Na ocasião, ao anunciarmos nas rádios, jornais e tevês a necessidade das doações e de voluntários, houve a arrecadação de 102 toneladas de donativos e prontamente surgiram 73 pessoas, além de empresas de transporte para levar a carga”, lembra.
Matias informa também que algumas instituições estão se mobilizando para arrecadar donativos. Um exemplo é a Igreja Batista Nova Vida que já solicitou o apoio da administração municipal para o armazenamento e transporte do conteúdo arrecadado, que neste caso seguirá com os demais donativos para São Paulo.
“Vamos contar também com as empresas integrantes do nosso PAM (Plano de Auxílio Mútuo). Já confirmamos, entre elas, as participações da Rigesa e da Crivellaro que fornecerão caixas de papelão para o armazenamento dos donativos, e da Transportadora ARS Transportes que levará as cargas até a capital.