Prefeitura de Valinhos mapeia ambulantes para combater clandestinos

20-frutas

Fiscalização no sábado (18) resultou na apreensão de frutas e legumes, que foram revertidos para Casa da Criança e Adolescente

A Prefeitura de Valinhos, por meio da Secretaria da Fazenda, iniciou no sábado (18) um trabalho de mapeamento dos vendedores ambulantes na cidade, com o objetivo de combater as atividades clandestinas. A ação deve prosseguir por cerca de 15 dias.

“A proposta é trabalhar para garantir a legalidade do comércio no município, preservando desta forma os estabelecimentos regularizados”, ressaltou a secretária da Pasta, Maria Luisa Denadai.

A ação começou pelo Centro da cidade, onde os auditores fiscais já apreenderam frutas e legumes de dois ambulantes sem alvará da Prefeitura. Os infratores são moradores de Sumaré e Engenheiro Coelho e já haviam sido alertados anteriormente sobre a proibição do comércio.

O prazo para a retirada dos produtos, mediante pagamento de multa no valor de R$ 885,48, venceu às 9 horas desta segunda-feira (20). Como não foi feita a retirada, as frutas (uva, laranja e limão) e legumes (mandioca, milho, batata doce e quiabo) foram destinadas à Casa da Criança e do Adolescente.

“A destinação de produtos apreendidos nas fiscalizações para entidades do município é feita de acordo com a espécie e a quantidade, mas procuramos sempre fazer revezamento nas doações”, esclareceu a secretária Maria Luisa.

A coordenadora da Casa da Criança e do Adolescente, Adriana Simões, destacou que doações são sempre bem-vindas. A unidade acolhe 12 crianças e adolescentes, atende outras 40 no projeto de fortalecimento de vínculos e ainda mais 200 em oficinas do projeto Janela Aberta. Esses dois últimos projetos têm parceria com a Prefeitura e voluntários.

Legenda foto: A coordenadora da Casa da Criança e do Adolescente, Adriana Simões, no recebimento das doações

 

20/03/2017