Servidor público municipal passa a ter direito a seis faltas abonadas ao ano

Benefício seguirá regras definidas antecipadamente

O servidor público efetivo voltou a ter direito a até seis faltas abonadas ao ano. De acordo com o prefeito, Orestes Previtale, o benefício não gera despesas ao erário público e visa à valorização do funcionário. Para usufruir deste direito, algumas regras foram adotadas.

O Projeto de Lei do Executivo foi aprovado na última sessão da Câmara, realizada na terça-feira (18), e sancionado pelo prefeito. Além de o retorno do benefício ser um prêmio à assiduidade do servidor público, deverá refletir no atendimento à população. 

Regras – Poderá ser abonada uma falta por bimestre. Quem tiver faltado no bimestre anterior por qualquer outro motivo, que não seja o previsto nesse projeto, não terá direito ao benefício.

A iniciativa também não poderá ser usufruída por quem tiver desconto por atraso, tiver trabalhado menos de 30 dias no bimestre anterior ou for objeto de processo administrativo disciplinar ou penalidades administrativas também não terá direito à falta abonada.

 

20-04-2017