Ir para o conteúdo

Prefeitura de Valinhos e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura de Valinhos
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Flickr
Rede Social Youtube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JUL
15
15 JUL 2022
SEGURANÇA PÚBLICA
Caminhada pelo Fim da Violência contra Mulher já alcança 500 inscrições 
enviar para um amigo
receba notícias
PROCESSANDO ÁUDIO
A 1ª Caminhada Pelo Fim Da Violência Contra a Mulher, que vai acontecer no próximo dia 7 de agosto, domingo, no CLT (Centro de Lazer do Trabalhador) Ayrton Senna da Silva, no Jardim Pinheiros, já alcançou 500 inscrições, e continuam abertas pelo link https://forms.gle/9TmbqSgzFyHenWEM6 . A atividade está sendo realizada pela Prefeitura de Valinhos para comemorar os 16 anos de vigor da Lei Federal Maria da Penha, que criou em todo Brasil mecanismos para coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher.

A promoção da caminhada é das Secretarias de Segurança Pública e Cidadania, Assistência Social e Esportes e Lazer, por meio da Guarda Civil Municipal e Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para as Mulheres. "Essa caminhada será mais uma ação para continuar o fortalecimento de cultura de não violência e respeito à mulher aqui em Valinhos que estamos desenvolvendo acerca do Projeto Guardiã Maria da Penha. Queremos tornar esse evento grandioso para reforçar ainda mais o empoderamento da mulher", destacou a prefeita Capitã Lucimara Godoy.

Além da caminhada, que será entorno do CLT, haverá apresentação de Show Dog com o Canil da Guarda Civil Municipal de Valinhos, aula de zumba, sorteio de brindes e momentos de reflexão sobre conscientização de prevenção à violência contra a mulher. "Precisamos combater não só a violência física contra a mulher, mas também a psicológica, sexual, moral e patrimonial que tanto oprime o público feminino", disse o secretário de Segurança Pública e Cidadania, Osmir Cruz.

“Nos últimos anos, a violência contra as mulheres aumentou enormemente em todo o país. Este fato é decorrente da crise social, política e econômica, além da crise sanitária provocada pela Covid 2019”, explicou a coordenadora da Coordenadoria Especial de Políticas para Mulheres, Marilene dos Santos. Ela revelou que de 90 mulheres que participaram de um estudo na cidade, 71% sofreram violências físicas e/ou psicológicas, os dois tipos mais frequentes.

O comandante da Guarda Civil Municipal de Valinhos, Aparecido Ignácio, informou que toda semana a patrulha Guardiã Maria da Penha e demais equipes da corporação atendem ocorrências de violência contra mulher, seja por agressão física ou moral. "A caminhada, assim como as demais ações de políticas públicas que estão acontecendo, é justamente para fortalecer a consciência de respeito, mas se a violência acontecer e houver a denúncia, nós entramos em ação para punir o agressor", disse.

Para a subinspetora GCM Rose Santos, coordenadora do Projeto Maria da Penha, a caminhada será um momento de união para frear a violência doméstica. "Este será um momento de união entre as mulheres e dizer que se uma sofre, todas sofrem e agora é a hora de darmos um basta nesta situação", disse.
Autor: Departamento de Comunicação - Prefeitura de Valinhos
Local: Valinhos
Seta
Versão do Sistema: 3.2.6 - 05/09/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia