Ir para o conteúdo

Prefeitura de Valinhos e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura de Valinhos
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Flickr
Rede Social Youtube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
ABR
01
01 ABR 2022
CULTURA
Museu da Estação Ferroviária de Valinhos é reinaugurado pela prefeita Capitã Lucimara
enviar para um amigo
receba notícias
PROCESSANDO ÁUDIO

Espaço será utilizado como equipamento cultural, mantendo viva a história

 

Ao som do apito do trem, foi cortada a fita de reinauguração do Museu Municipal da Estação Ferroviária de Valinhos pela prefeita Capitã Lucimara, nesta sexta-feira, 1º de abril. Desde março do ano passado, além do Museu, o conjunto ferroviário passou por uma ampla reforma e revitalização, incluindo o espaço do Acervo Municipal Fotógrafo Haroldo Ângelo Pazinatto. A reinauguração conciliou a história, a arte e a alegria de quem luta pela preservação histórica da cidade.

Estiveram presentes no hall de estação de trem, além da prefeita Capitã Lucimara, diversas autoridades, como a Chefe de Gabinete, Claudineia Vendemiatti Serafim, secretário de Cultura, Ricardo do Vale; Licitações, Crislanio Lopes; Assistência Social, dr Argeu Alencar;  Serviços Públicos, Gustavo Yansen;  Esportes e Lazer, Felipe Zani; Segurança Pública e Cidadania, Osmir Cruz; Tecnologia e Qualidade, Fábio Medeiros; além dos vereadores André Amaral, Prof. Marcelo Yoshida, Thiago Samasso, Simone Bellini e Alexandre Japa. Também marcaram presença o diretor-presidente da Cartonifício Valinhos, Fernando Celani e, em nome do presidente da Associação de Preservação HIstórica de Valinhos (APHV), Marcel Pazinatto, esteve presente Maria José Tordin, membro da associação, e o diretor técnico, Sérgio Leandro Ferrari; também esteve presente o filho do último chefe da estação da cidade, José Roberto Eulálio.

A prefeita iniciou seu discurso enaltecendo os trabalhos realizados na reforma e revitalização do espaço, ação em conjunto com a APHV. “Num trabalho do Executivo em conjunto com a associação entregamos, hoje, um importante espaço que, de um lado, valoriza a história e, do outro, se torna um importante espaço cultural para eventos na nossa cidade”, comentou a prefeita, reforçando a ideia que o local será a história viva da cidade por meio dos inúmeros projetos culturais previstos.

Ela também lembrou um pouco da história da estação, que completou na última quinta-feira (31 de março) 150 anos de existência. Aproveitando a oportunidade, associou o progresso vindo pelos trilhos dos trens para o desenvolvimento econômico da cidade à atual situação. “Fazemos um trabalho em conjunto para alçar novos patamares de desenvolvimento e podemos citar diversas ações que temos realizado na cidade, nas mais diversas áreas, como o mais recente projeto que estamos lançando, Paciente em Primeiro Lugar, um projeto da Saúde que vai marcar, de forma positiva e com qualidade, as ações humanizadas e com total respeito e responsabilidade com os usuários do sistema de Saúde da nossa cidade”, adiantou, citando também o empenho das demais secretarias.

O secretário da Cultura, Ricardo do Vale, preferiu agradecer o empenho de todos os envolvidos. ”O espaço tem que ser útil para a cidade. Queremos entregar (a estação) e que seja usada pela população”, reforçou ele, lembrando dos projetos culturais já traçados, como o Museu Escola, para crianças em visitas guiadas, o Estação Cultural, voltado para debates e eventos, o Papo Filosófico, que prevê encontros com música, exposições e outros.

Representando o Legislativo, o professor Marcelo Yoshida, fez menção a importância da ocupação dos espaços públicos, principalmente os com valor histórico e cultural. “Que a juventude possa se lembrar da história, valorizando o passado, valorizando a memória”, discursou o vereador.

A representante Maria José Tordin leu um texto escrito pelo presidente da APHV, Marcel Pazinatto, que relembrou a história do local e adiantou que a reinauguração do conjunto ferroviário é mais um capítulo, avançando para a preservação histórica. Criada há sete anos, a associação surgiu da necessidade de conservação da estação ferroviária, que virou o brasão da entidade. Finalizou o discurso afirmando que “...a história continua.” 

A fita de descerramento foi cortada pela prefeita Capitã Lucimara que recebeu uma tesoura entregue pelo filho do último chefe da estação da cidade, José Roberto Eulálio, que vestia o quepe que pertenceu ao pai, o Seu Eulálio, como era reconhecido e está retratado num dos quadros na parede do museu. “É uma emoção enorme ver a reinauguração da estação”, confirmou ele. 

A presença do empresário Fernando Celani teve dupla motivação. A empresa da família cresceu ao lado da estação de trem, usada para o desenvolvimento econômico da cidade. “O cartonifício sempre esteve ligado ao trem desde o começo,” reforçou, lembrando que o pai, Dino Celati, faz parte da APHV.

O quarteto de saxofone da Orquestra Jazz Sinfônica de Valinhos e o músico, Dino Fernandes, tornaram a cerimônia muito mais agradável. O evento foi finalizado com um tour pelo museu.







Autor: Departamento de Comunicação - Prefeitura de Valinhos
Local: Valinhos - SP
Seta
Versão do Sistema: 3.2.6 - 05/09/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia