Ir para o conteúdo

Prefeitura de Valinhos e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura de Valinhos
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Youtube
Rede Social Flickr
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
OUT
05
05 OUT 2021
GABINETE DA PREFEITA
Em ação inédita, Prefeita Capitã Lucimara fecha parceria com Campinas para cessão de água para Valinhos
PROCESSANDO ÁUDIO
 Trabalho, Criatividade e Credibilidade. Sob este tripé, a prefeita Capitã Lucimara anunciou nesta terça-feira, 5, uma ação inédita e que deve colaborar para reduzir os impactos negativos do cenário hídrico da cidade de Valinhos, que há semanas sofre com a estiagem que afeta toda a região. Com criatividade, e credibilidade pela atuação que tem tido na gestão da cidade, a prefeita Capitã Lucimara propôs à Campinas que pudesse ceder 800 milhões de litros de água já tratada para Valinhos, de forma a colaborar diretamente no abastecimento da cidade e, assim, reduzir os impactos da estiagem que levou o município a implantar o racionamento. Campinas aceitou a proposta e os trabalhos de interligação das redes de Valinhos e Campinas, na altura do Condomínio Vista Valley (Valinhos) e bairro Vila Formosa (Campinas), na rede sob o Anel Viário Magalhães Teixeira deve ser realizado em 30 dias. A prefeita comunicou a decisão, hoje, em reunião com o Comitê Hídrico, recentemente implantado, que contou com a presença dos vereadores Thiago Samasso e Salame, assessoria do vereador André Amaral, presidente da AEVAL, Rafael Cossielo, secretário de Assuntos Jurídicos e Institucionais, Dr Argeu Alencar, secretário de Planejamento e Meio Ambiente, Eduardo Galasso, presidente do DAEV, Ivair Nunes Pereira, e demais membros do Comitê.
 
“Agradeço ao prefeito Dr Dário e ao presidente da Sanasa, Manuelito Magalhães, que entenderam a situação e, de forma colaborativa, num pacto de união entre as cidades, aceitaram a nossa ideia e que, agora, mais do que um ação a ser realizada, torna-se um exemplo de duas cidades irmãs que entendem o aspecto metropolitano que vivemos, o intercâmbio da mobilidade dos moradores de Valinhos e Campinas pela proximidade, e, assim, de modo inédito, estabelecemos uma parceria que, sem dúvida, deve ser um modelo solidário em situações de crise, como temos vivido com a questão da falta de chuva e água”, afirmou a prefeita Capitã Lucimara que, inclusive, informou que 33% das residências de Valinhos serão beneficiadas com esta aquisição.
 
Os mananciais de Valinhos, que representam próximo de 40% de todo o abastecimento da cidade, estão praticamente secos, o que tem provocado a necessidade do racionamento. A cidade, portanto, tem trabalhado com a captação no Rio Atibaia, que corresponde a, praticamente, metade do total necessário para toda a cidade. Por determinação da prefeita Capitã Lucimara, inclusive, o DAEV, autarquia que gerencia a água e o esgoto na cidade, já iniciou os trabalhos para a implantação de uma 2ª adutora no Rio Atibaia que irá permitir, a Valinhos, captar mais água, já autorizado em outorga.
 
A ação inédita com Campinas, que irá permitir a Valinhos receber, diretamente na rede, 25 litros de água tratada por segundo, é importante sendo que a cidade manterá o racionamento. Esta ação não irá impactar na distribuição de água aos moradores de Campinas.
 
A expectativa é que a obra de interligação das redes de distribuição de Valinhos e Campinas aconteça em 30 dias, com a viabilização financeira, já com impacto positivo para a reavaliação do racionamento adotado, porém com a contínua campanha do uso racional da água.
 
"Devemos, sim, com esta ação equilibrar a pressão da rede mas temos que manter o racionamento do modo como temos implantado, mas que irá permitir a chegada da água para as residências da cidade, sobretudo as regiões mais altas, ao término do dia do racionamento. Permanecemos com a política do uso racional da água e a fiscalização com multas em casos de desperdício. Não há previsões de chuvas que possam ser significativas para a recuperação da captação nos mananciais. Portanto, temos que continuar com a política racional do uso da água, para que, juntos, possamos vencer mais esta etapa com esta conquista para Valinhos“, complementou a prefeita Capitã Lucimara.
Autor: Departamento de Comunicação - Prefeitura de Valinhos
Seta
Versão do Sistema: 3.1.7 - 02/12/2021
Copyright Instar - 2006-2021. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia