Ir para o conteúdo

Prefeitura de Valinhos e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura de Valinhos
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Youtube
Rede Social Flickr
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
NOV
22
22 NOV 2021
SAÚDE
Campanha ‘Fique Sabendo’ de prevenção ao HIV e outras doenças sexualmente transmissíveis tem início hoje em Valinhos
PROCESSANDO ÁUDIO
O objetivo é incentivar a população sexualmente ativa a realizar testes rápidos para o diagnóstico precoce das doenças

De hoje, dia 22, até 6 de dezembro, a Secretaria de Saúde da Prefeitura de Valinhos promove a Campanha ‘Fique Sabendo 2021’ de prevenção ao HIV e também de outras infecções sexualmente transmissíveis. A Campanha visa incentivar a população a realizar testes rápidos de HIV, Hepatite B, Hepatite C e Sífilis, destinados às pessoas sexualmente ativas, principalmente aquelas que nunca realizaram estes testes, além de conscientizar sobre as medidas preventivas contra as IST’s (Infecções Sexualmente Transmissíveis).

A ação será realizada pela equipe do Centro Especializado de Doenças Infectocontagiosas e Centro de Testagem e Aconselhamento da Aids (Cedic/CTA), em parceria com Atenção Básica de Saúde e Vigilância Epidemiológica do município. Os testes rápidos de HIV estarão disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde (UBS’s), assim procure a mais próxima de sua residência, e no Cedic/CTA, de segunda a sexta-feira, das 8h00 às 11h00 e das 13h00 às 16h00, na Avenida Brasil 144, Vila Santana, em prédio anexo à UBS do bairro. Na mesma oportunidade podem ser realizados testes rápidos de Hepatite B, Hepatite C e Sífilis.

Análise dos dados referentes aos anos de 2020 e 2021, do município de Valinhos, indicam que em 2020 foram notificados 22 casos novos de HIV/AIDS contra 28 casos novos até o momento, em 2021. A maior prevalência ocorreu no sexo masculino (81%) e o índice de mortalidade foi de 10%, sendo que a mortalidade tem relação com o diagnóstico tardio, isto é, descobriram a doença durante uma internação hospitalar, já com complicações. “Essa campanha de prevenção é de extrema importância e uma oportunidade para que a população se conscientize sobre a gravidade da doença, ainda mais quando não diagnosticada a tempo. Também para as pessoas se alertarem sobre as demais doenças sexualmente transmissíveis, cujos os diagnósticos precoces podem contribuir para a diminuição da transmissão e a melhoria da qualidade de vida”, enfatiza a prefeita Capitã Lucimara.

Dia D de prevenção ao HIV

Haverá também o Dia D de Testagem de HIV e demais doenças sexualmente transmissíveis, no próximo sábado, dia 27, das 8h00 às 12h00 na Vigilância Epidemiológica (Avenida Brasil, nº 144, Vila Santana) quando serão realizados, inclusive, os testes rápidos de Hepatite B, Hepatite C e Sífilis, além de orientações da prevenção combinada de ISTs, com distribuição de preservativos masculinos e femininos, e gel lubrificante. Estarão à disposição materiais informativos sobre o assunto.

Fique por dentro
De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas em 2017, 940 mil pessoas morreram de causas relacionadas ao HIV e 1,8 milhão foram infectadas pelo vírus. Isso equivale a 5 mil novos casos todos os dias. Atualmente, 36,9 milhões de pessoas vivem com a doença no mundo. Destas, 1,8 milhão são crianças com menos de 15 anos de idade. Dois terços do total de pessoas infectadas pelo HIV vivem em países da África.
HIV é a sigla em inglês do Vírus da Imunodeficiência Humana, causador da AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Humana Adquirida). Esse vírus ataca o sistema imunológico, responsável por defender o organismo de doenças. Quando ocorre a infecção pelo vírus HIV, o sistema imunológico começa a ser atacado. A pessoa pode ficar alguns anos sem manifestar nenhum sintoma, porém, com o frequente ataque, as células de defesa começam a funcionar com menos eficiência até serem destruídas. O organismo fica cada vez mais fraco e vulnerável a infecções comuns. O tratamento com o antirretroviral é eficaz e a pessoa medicada passa a ter uma vida normal.
A transmissão ocorre pelas relações sexuais desprotegidas com parcerias sexuais infectadas pelo vírus sem diagnóstico ou sem tratamento, compartilhamento de seringas e agulhas contaminadas e da mãe infectada sem tratamento para o bebê durante a gestação e amamentação. O tratamento consiste na tomada de medicamentos que agem inibindo a multiplicação do HIV no organismo e, consequentemente, melhorando a resposta do sistema imunológico.
 
Fonte: Departamento e Comunicação - Prefeitura de Valinhos
Local: Valinhos - SP
Seta
Versão do Sistema: 3.1.9 - 17/01/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia