Ir para o conteúdo

Prefeitura de Valinhos e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura de Valinhos
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Flickr
Rede Social Youtube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JAN
17
17 JAN 2022
SAÚDE
Valinhos amplia e inicia 3ª feira vacinação para crianças de 10 anos com comorbidades ou imunossuprimidas
enviar para um amigo
receba notícias

A vacinação para jovens e adultos, a partir dos 12 anos, será exclusivamente no CETS e Vigilância a partir desta segunda-feira, dia 17; para as crianças, fica exclusivo a vacinação nas Unidades Básicas de Saúde, conforme cronograma detalhado abaixo
 
Nesta 3ª feira e 4ª feira, dias 18 e 19 de Janeiro, a Prefeitura de Valinhos, por meio da secretaria de Saúde, amplia a faixa etária para vacinação de crianças e inclui, na programação, as crianças de 10 anos com comorbidades ou imunossuprimidas, mantendo também a idade de 11 anos com comorbidades ou imunossuprimidas que teve início nesta 2ª feira, em Valinhos (mais informações neste link https://www.valinhos.sp.gov.br/portal/noticias/0/3/51201/valinhos-inicia-2-feira-vacinacao-contra-a-covid-para-criancas-de-11-anos-com-comorbidades-e-imunossuprimidas). Em breve, a Prefeitura irá divulgar mais detalhes sobre os próximos passos e datas de vacinação, inclusive sobre uma programação especial para o feriado do dia 20 de janeiro, quinta-feira.

O imunizante utilizado é o da Pfizer, com a mesma composição que é usada para a vacinação dos adultos, porém, com dosagem menor, 2 doses de 0,2 ml com intervalos, entre elas, de 56 dias. A vacinação, das 13h00 às 15h00, será realizada na 3ª  e 4ª feira nas seguintes Unidades Básicas de Saúde: 3ª feira: UBS Paraíso, UBS Jardim Pinheiros e UBS Jardim Jurema; 4ª feira: UBS Maracanã, UBS Macuco, UBS Imperial e UBS Portugal. Serão distribuídas senhas por ordem de chegada. 

“Reforçamos a importância da vacinação, também para as crianças. Mesmo não sendo obrigatória, é importante que pais ou responsáveis possam levar seus filhos para serem vacinados. A variante presente hoje na Pandemia é mais contagiosa e, por isso, a vacina é um aliado importante para evitar manifestações graves da doença.”, afirmou a prefeita Capitã Lucimara.

É importante que os pais ou responsáveis façam o pré-cadastro das crianças no site www.vacinaja.sp.gov.br. O preenchimento do formulário digital é opcional e não é um agendamento, mas agiliza o atendimento nos postos, evitando filas e aglomerações. Para cadastrar os filhos, pais e responsáveis devem acessar o site, clicar no botão “Crianças até 11 anos” e preencher o formulário. 

Os pais ou responsáveis devem levar os documentos pessoais (CPF da criança ou, se não tiver, o Cartão SUS da criança), bem como um comprovante de endereço. Também é necessário apresentar uma carta do médico para comprovar a comorbidade. É obrigatório que as crianças estejam acompanhadas pelos pais ou responsáveis legais. Após a vacinação, a criança deverá permanecer por 20 minutos em observação na UBS até ser liberada pelo profissional de Saúde.

A vacinação dos jovens e adultos, a partir dos 12 anos, será exclusivamente agora no CETS e na Vigilância Epidemiológica, a partir desta segunda-feira, dia 17.

Abaixo, segue os endereços e horários dos locais de vacinação na cidade:

Vacinação das crianças - a partir de 2ª feira, dia 17, começando pelas crianças de 11 anos com comorbidades ou imunossuprimidas

- 2ª feira: UBS’s: aplicação, entre 13h00 e 15h00, com a entrega de senhas, na 2ª feira, dia 17: UBS São Marcos, UBS Pinheiros e UBS Vila Santana 

Vacinação das crianças - a partir de 3ª feira, dia 18, crianças de 10 e 11 anos com comorbidades ou imunossuprimidas

De 3ª feira: UBS Paraíso, UBS Jardim Pinheiros, UBS Jardim Jurema e UBS Imperial;
De 4ª feira: UBS Maracanã, UBS Macuco e UBS Portugal;

Vacinação dos jovens e adultos, a partir dos 12 anos

- Posto fixo da Vigilância Epidemiológica: o posto funciona na Avenida Brasil nº 144 (em prédio anexo à UBS da Vila Santana) com aplicação de doses conforme disponibilidade, de 2ª a 6ª feira, das 16h00 às 18h30;

- CETS: localizado na Rua Bahia snº, Vila Santana, com aplicação das doses conforme disponibilidade, de 2ª a 6ª feira, das 8h00 às 11h00 e das 13h00 às 17h00, mediante entrega de senhas;

INTERVALOS ENTRE AS DOSES:

Janssen: a partir dos 18 anos e com intervalo de 61 dias entre a primeira vacina e a dose adicional, contados a partir do dia seguinte da aplicação da primeira dose, com imunizante da própria Janssen (quando houver) e da Pfizer. A aplicação é feita no CETS e posto da Vigilância Epidemiológica;

Pfizer (disponível para crianças de 5 a 11 anos (vacinação será escalonada) e munícipes acima de 12 anos)
- de 5 a 11 anos: intervalo de 56 dias entre a 1ª e a 2ª dose, contados a partir do dia seguinte de aplicação da 1ª dose;
- de 12 a 17 anos: intervalo de 56 dias entre a 1ª e 2ª dose, contados a partir do dia seguinte da aplicação da 1ª dose;
- adultos (a partir de 18 anos): intervalo de 21 dias entre a 1ª e a 2ª dose, contados a partir do dia seguinte da aplicação da 1ª dose; e intervalo de 122 dias entre a 2ª e 3ª dose (contados a partir do dia seguinte do recebimento da 2ª dose); com aplicações feitas no CETS e UBS’s.

AstraZeneca (disponível para adultos, a partir de 18 anos)
- adultos (a partir dos 18 anos): intervalo de 56 dias entre a 1ª e a 2ª dose, contados a partir do dia seguinte da aplicação da 1ª dose; e intervalo de 122 dias entre a 2ª e 3ª dose; contados a partir do dia seguinte do recebimento da 2ª dose. Aplicação no CETS e posto da Vigilância Epidemiológica;

Sinovac Butantan - Coronavac (disponível para adultos a partir dos 18 anos - adultos (a partir de 18 anos): intervalo de 21 dias entre a 1ª e a 2ª dose, contados a partir do dia seguinte da aplicação da 1ª dose; e intervalo de 122 dias entre a 2ª e 3ª dose. Aplicação no CETS e posto da Vigilância Epidemiológica).


Lista de comorbidades do Ministério da Saúde
Insuficiência cardíaca
Cor-pulmonale e hipertensão pulmonar
Cardiopatia hipertensiva
Síndromes coronarianas
Valvopatias
Miocardiopatias e pericardiopatias
Doenças da aorta, grandes vasos e fístulas arteriovenosas
Arritmias cardíacas
Cardiopatias congênitas
Próteses e implantes cardíacos
Talassemia
Síndrome de Down
Diabetes mellitus
Pneumopatias crônicas graves
Hipertensão arterial resistente e de artéria estágio 3
Hipertensão estágios 1 e 2 com lesão e órgão alvo
Doença cerebrovascular
Doença renal crônica
Imunossuprimidos (incluindo pacientes oncológicos)
Anemia falciforme
Obesidade mórbida
Cirrose hepática
HIV
Autor: Departamento de Comunicação - Prefeitura de Valinhos
Local: Valinhos-SP
Seta
Versão do Sistema: 3.2.8 - 16/11/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia