Ir para o conteúdo

Prefeitura de Valinhos e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura de Valinhos
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Youtube
Rede Social Flickr
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JUN
22
22 JUN 2022
EDUCAÇÃO
Programa Leitura em Minha Casa avança nas escolas da rede municipal de Valinhos
Foto Noticia Principal Grande
Professora de Língua Portuguesa, Silvia Helena Rufino, aplica o Leitura em Minha Casa aos alunos do 8º C, na EMEB Cecília Meirelles, no Jardim Paraíso.
enviar para um amigo
receba notícias
PROCESSANDO ÁUDIO
Além do ganho de qualidade na educação, programa contribui de forma decisiva
para a recuperação do conteúdo prejudicado durante os anos críticos da Pandemia

 
Desde que foi lançado pela Prefeitura de Valinhos, em abril deste ano, o Programa Leitura em Minha Casa já abrange todas as unidades da rede municipal de ensino levando aos alunos das CEMEI’s (Centro Municipal de Educação Infantil), do ensino Infantil I e II e também das EMEB’s (Escola Municipal de Educação Básica - Ensino Fundamental Anos Iniciais e Finais) do 2º ano 9º ano, além da EJA (Educação de Jovens e Adultos), uma nova dinâmica de aprendizado na metodologia de ensino.

O programa de estímulo à leitura, dentro e fora das salas de aula, pelo qual todos os educadores da rede já passaram por diversas formações e até o final do ano por outras com acompanhamento da Editora Ciranda Cultural, parceira da Secretaria da Educação na sua aplicação, tem se tornado um importante aliado no aprendizado de todas as faixas etárias.

A prefeita Capitã Lucimara destaca que, assim como o Leitura em Minha Casa, a Prefeitura implementou outros dois importantes programas pedagógicos a partir de abril, sendo o ‘Mente Inovadora’ da Mind Lab, e Majog, ambos aplicados a partir de jogos de raciocínio voltados ao desenvolvimento da matemática e sociabilização.

“A implantação dos novos programas educacionais, além de serem um ganho importante no desenvolvimento dos alunos, complementa o trabalho para a recuperação do conteúdo dos últimos anos, prejudicados pela Pandemia. Especificamente o Leitura em Minha Casa, que tem como objetivo incentivar o gosto pela leitura e pelo saber, vai ao encontro de uma das principais diretrizes do Ministério da Educação, dentro da Base Nacional Curricular, contribuindo na política de formação de leitores, na democratização do acesso a livros pelos alunos, seus pais e na didática oferecida pelos professores”, diz a prefeita.

Para a aplicação do Leitura em Minha Casa nas unidades são utilizados por cada aluno um kit contendo 8 livros e guia de apoio pedagógico ao professor. Além disso, a empresa oferece suporte e formação continuada aos docentes, uso da plataforma digital, outras ações.

“Logo que souberam da novidade, os alunos ficaram maravilhados ao ter contato com os livros e saber que seriam deles. Tal ação é primordial para o incentivo à leitura. Neste primeiro semestre, algumas escolas tiveram a oportunidade de vivenciar contações de histórias por meio do projeto e as equipes pedagógicas das unidades escolares vêm desenvolvendo projetos encantadores junto aos alunos”, destaca a secretária de Educação, Claudineia Vendemiatti Serafim.

A professora de Português da EMEB Cecília Meirelles, no Jardim Paraíso, Silvia Helena Rufino avalia como um avanço a introdução do Leitura em Minha Casa na rede municipal de ensino, pois o projeto atende a um anseio dos professores que tinham dificuldades por não terem vários exemplares do mesmo livro para trabalhar com a classe toda.

“Como esse programa trouxe livros para atender a todos os alunos conseguimos dar uma dinamicidade, discutir juntos os assuntos relacionados ao tema e pertinentes à idade deles, além de trabalhar com o conteúdo da língua portuguesa. A leitura em sala de aula também tem propiciado momentos de reflexão bastante interessantes, de conflitos que vivenciam”, explicou a professora. “O programa chegou em boa hora, no momento que trabalhamos a recuperação dos conteúdos na pandemia, desde que retornamos às aulas presenciais”, fala.

Os alunos também aprovaram o kit de livros e o trabalho em sala de aula. “É legal porque a gente lê o livro junto com a professora, com todos da sala, e é mais fácil de entender. Fazia muito tempo que eu não lia livros e agora estou voltando a me interessar com a novidade do Leitura em Minha Casa. Os livros são bem legais”, conta Maria Eduarda Vergueiro dos Santos, 13 anos, do 8º C.

Da mesma opinião é o aluno João Henrique Cizoto Ramalho, de 13 anos, também do 8º C. “A nossa professora está ajudando a gente a ler os livros e conhecer novas palavras. As histórias são legais e acho esse trabalho é bem importante. Estou gostando”, conta.

A coordenadora do Ensino Fundamental dos Anos Iniciais (1º ao 5º ano), Rosimeire Zagui, avalia que o Leitura em Minha Casa está sendo muito bem aceito pelos educadores e alunos. “Ele traz uma nova realidade pois dá a oportunidade de todos os alunos terem os mesmos livros para serem desenvolvidos ao mesmo tempo. Já temos um grande acervo de livros nas escolas, mas agora há uma nova perspectiva de praticarem juntos a leitura, facilita a compreensão e discussão dos mesmos temas, e ainda podem levar o kit para casa e ler com a família”, explica.

 
CRONOGRAMA FORMAÇÃO – MIND LAB, MAJOG E LEITURA EM MINHA CASA
 
MINDLAB - Infantil I e II, 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental e EJA
 
04 de março - Reunião com a equipe gestora da EMEB Cecília Meireles sobre a implementação do Projeto de Vida – Mind Lab (EJA);
07 de março - Formação com os Coordenadores Pedagógicos sobre o Projeto Mente Inovadora;
09 e 14 de março - Formação com os Professores da Educação de Jovens e Adultos;
15, 16, 17 e 19 de março - Formação inicial com os professores envolvidos com o Projeto Mente Inovadora;
Abril - Início do projeto com os alunos da rede municipal;
Formação continuada - 8 horas síncronas distribuídas durante o ano letivo, além de plataforma online com os conteúdos para formação assíncrona;
31 de maio - Workshop presencial;
29 de agosto - Workshop presencial;
 
MAJOG - Infantil I e II, 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental
 
11 de março - Encontro com a equipe pedagógica da Secretaria da Educação;
14 de abril - Formação com as equipes pedagógicas das escolas;
Final de abril/Começo de maio - Início do projeto com os alunos da rede municipal;
Formação continuada - 4 oficinas presenciais ao longo do ano, específicas para cada série de atuação;
 
LEITURA EM MINHA CASA - Infantil I e II, 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental e EJA
 
4 de Abril - Formação com coordenadores sobre o projeto na Câmara Municipal de Valinhos;
Abril - Entrega das fichas de apoio ao professor;
2ª quinzena de Abril- Início do projeto com os alunos da rede municipal;
Formação continuada - 5 formações ao longo do ano, sendo 2 para todos os professores e 1 específica para cada segmento (infantil, fundamental anos iniciais e fundamental anos finais);
31 de maio - Os Conceitos, Revisitação, e Aprendendo com a Prática na Sala de Aula;
30 de junho - Leitura e Literatura /Texto Literário – Arte da Palavra;
2º semestre - A Literatura e o papel do professor mediador / As etapas da Leitura – Pré-leitura, Leitura descoberta, pós leitura;
Fonte: Departamento de Comunicação - Prefeitura de Valinhos
Local: Valinhos - SP
Seta
Versão do Sistema: 3.2.3 - 06/06/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia